Como programar uma viagem de navio?

viagem de navio

Shutterstock

Para quem tem o sonho de fazer uma viagem de navio a hora de se programar é agora, afinal é um sonho bastante acessível atualmente, então por que não começar a planejar desde já?

É preciso antecedência também para que você consiga escolher um bom cruzeiro, comprar passagens mais econômicas e se planejar sem pressa.

Escolher o tipo de cruzeiro com prudência também é bastante importante, já que hoje em dia há uma série de tipos de cruzeiros temáticos: universitário, sertanejo, romântico, etc.

No caso da documentação, para viagens nacionais, é preciso levar um documento de identidade (como o RG ou a carteira de motorista). E para viagens internacionais, um passaporte com no mínimo seis meses de validade.

Fique atenta também quanto ao horário de embarque e chegada até o local. Muitas companhias oferecem um serviço opcional de translado, como de São Paulo para Santos, por exemplo.

O embarque geralmente começa quatro horas antes da partida do navio e termina duas horas antes. Ao chegar ao terminal, dirija-se ao setor de bagagem para deixar as malas. Elas serão levadas diretamente para a sua cabine. Depois é necessário ir até o balcão de atendimento da companhia para realizar o check-in (mostrar os documentos e receber as informações sobre o embarque).

Quanto levar? Geralmente os gastos dentro do navio são em dólares e costumam ser computados em um cartão magnético, entregue no momento do embarque. Dentro do navio é definido o meio de pagamento que será vinculado ao cartão (cartão de crédito ou dinheiro em espécie).


O que não costuma estar incluso no preço dos cruzeiros: bebidas, excursões em terra, jogos no cassino, serviços como spa e cabeleireiro. Entretano há opções de pacotes bem atrativos que vale a pena conferir antes.

Por Jessica Moraes

Comente