Carnaval sem assédio: foliãs criam campanha feminista

Um grupo de mulheres de Minas Gerais criou uma campanha incrível que reforça o direito da mulher sobre seu próprio corpo!
Tira a mão campanha assédio carnaval

Grupo criou diversos materiais que podem ser compartilhados pela população, divulgando a ideia (foto: Alejandra Coronel/Midia Ninja)

O Carnaval já é conhecido como uma das épocas em que a pegação mais rola solta. Mas o que é paquera e o que é assédio? Segundo dados do Ligue 180, a Central do Atendimento à Mulher em Situação de Violência, as denúncias de violência contra a mulher no Carnaval de 2016 cresceram 174% em comparação ao mesmo período do ano anterior. E vamos combinar que este número não é nada confortante, não é mesmo?


Por isso, em busca do respeito a todas as mulheres, foliões e organizadoras de blocos em Minas Gerais lançaram na última segunda-feira, dia 20, a campanha “Tira a mão: é hora de dar um basta”.

A iniciativa surgiu depois que um jornal mineiro publicou a informação de que três blocos feministas – o ClandesTinas, o Bruta Flor e o Sagrada Profana – desfilaram pelas ruas da cidade nos dias 11 e 12 de fevereiro.

“No Facebook, o jornal recebeu uma enxurrada de comentários machistas e com discurso de ódio. Tenho a péssima mania de ler comentários. Fiquei destruída. Daí, a partir disso, pensamos em criar um material para conscientizar os mais de 2 milhões de foliões que estarão por aqui no Carnaval”, diz Renata Chamilet, uma das organizadoras da campanha e também membro do bloco Chama o Síndico.

Todos os materiais da campanha – incluindo a marchinha da compositora Brisa Marques, banners e o manifesto contra o assédio – estão disponíveis na página As Minas do Carnaval de Belô e podem ser livremente compartilhados. Você vai adorar, dá só uma olhada na marchinha:

“Nossa vinheta está passando em todos os lugares, até mesmo nas rádios AM e FM. A ideia é que a campanha não tenha dono, que todo mundo possa se apropriar e levar essa mensagem adiante. Infelizmente, o assédio acontece todos os dias, só que no Carnaval ele se potencializa. Nós não podemos deixar isso acontecer. A mulher quer o direito de pular o Carnaval com segurança e liberdade”, defende.

Confira outros banners da campanha e participe você também!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Tira a mão campanha assédio carnaval

Créditos: Divulgação / TIRA A MÃO: é hora de dar um basta!

Juntas por um #CarnavalSemAssédio!

Comente