Artes orientais - mente e corpo em equilíbrio

a finalidade das artes marciais

Você já deve ter ouvido falar em Tai Chi Chuan, Aikido, Karatw e Kung Fu. Essas artes orientais têm muito em comum, pois possuem uma ideia central: são modalidades de treinamento que visam equilibrar as energias entre o corpo, o espírito e a mente, buscando não só manter e recuperar a a saúde, como promover uma completa sensação de bem estar e satisfação.

Kung Fu - significando "trabalho árduo", possui sistemas de ataque e defesa que se baseiam nos elementos da natureza e dos animais. São movimentos intitulados katis, que trabalham golpes exigindo muita concentração e técnica.

Tai Chi Chuan - descrito como "princípio infinito", o tai chi valoriza o pensamento e a ausência de brutalidade. Os movimentos são leves, lentos e concentram-se mais na cintura do que nas mãos e pés. O corpo permanece relaxado e sua técnica diferencia-se das outras modalidades, já que não exigem habilidades físicas, e sim mentais. A técnica oferece flexibilidade e ajuda no combate a doenças como do coração e artrites.

Aikido - a soma de três conceitos (Ai=união, Ki=energia e Do=caminho) que significam o treinamento da energia vital no caminho da união e da harmonia. Uma arte marcial que lembra uma dança. Os praticantes vestem uma espécie de saia, conhecida como hakama e giram como em uma coreografia, onde um dos adversários cai no chão e é imobilizado. No entanto, não há uso de força bruta. É trabalhado a postura do corpo e o equilíbrio.


Karatê - talvez a essência a arte marcial japonesa, o karatê desenvolve habilidades que permitem a defesa física e essa modalidade se carateriza pela prática feita de mãos vazias, ou seja, sem o uso de armas e bastões, mas sim pés e mãos vazios. O treino consiste em flexibilidade, disciplina e paciência.

Por Jessica Moraes

Comente