Unhas de gel - a polêmica do câncer de pele

Unhas de gel  a polêmica do câncer de pele

Foto: Divulgação

Algumas mulheres não conseguem deixar as unhas crescerem, seja porque roem ou por outros motivos. É aí que entram as famosas unhas postiças, que, normalmente, são de plástico resistente. No entanto, hoje, também é possível encontrá-las em outros materiais, como as unhas de porcelana e gel, sendo que as últimas são a opção mais recente no mercado que está fazendo a cabeça da mulherada.

A praticidade e a durabilidade são os maiores atrativos. Além disso, há um motivo estético, já que elas incrementam qualquer look e garantem ainda mais feminilidade. No entanto, é preciso tomar cuidado, pois existem estudos que têm apontado a probabilidade dessas unhas causarem alguns problemas de saúde. Por isso, fique atenta!

"Todas as unhas postiças, não importa o material com que sejam produzidas, representa um risco à saúde, pois de qualquer forma acaba abafando as unhas naturais que ficam em baixo. Isso pode estimular o surgimento de micoses causadas por bactérias ou fungos. Além disso, a cola usada na fixação pode provocar alergia", explica a Dra. Carla Albuquerque, dermatologista e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Ela adiciona que, dependendo da sensibilidade da pessoa e do tempo que permanecerá com a unha postiça, independentemente do material, a unha natural pode ficar amarelada ou até mesmo cair. Logo, não é recomendado utilizá-las com frequência e, sobretudo, por muitos dias seguidos. É fundamental deixá-la "respirar".

Unhas de gel = câncer de pele?

No entanto, é possível que também provoquem problemas mais sérios. Atualmente, tem se comentado sobre a possibilidade das unhas de gel causar câncer de pele. Pesquisas da Fundação de Câncer de Pele norte-americana apontam riscos, apesar de serem pequenos. Contudo, a entidade diz que não são insignificantes.

De acordo com o estudo, há a possibilidade do desenvolvimento do carcinoma espinocelular, segundo tipo de câncer de pele mais comum na população mundial. Ele é causado pela exposição crônica aos raios ultravioletas e, normalmente, aparece na região das mãos e também ao redor das unhas.


Mas, a Dra. Carla esclarece essa polêmica. "A radiação ultravioleta A ou B são realmente as responsáveis pelo câncer de pele, porém, para que essa doença se desenvolva, é preciso ficar muito tempo exposta a luz e abusar da quantidade. Só assim para realmente haver algum tipo de risco", detalha.

Para não ficar na dúvida do uso, se você opta pelas postiças porque suas unhas não crescem, que tal marcar uma consulta com um dermatologista? "O melhor a fazer é procurar um médico e verificar porque elas estão fracas. Às vezes, não crescem por diversos motivos, como o uso de produtos de limpeza, e, até mesmo, muitas horas digitando. Entretanto, também pode haver alguma doença, por exemplo, disfunção na tiróide e anemia. Identificando e resolvendo o problema, nem será preciso optar pelas unhas postiças", finaliza a dermatologista.

Por Marisa Walsick (MBPress)

Comente