Esmaltes inspirados em obras de arte

Esmaltes inspirados em obras de arte

Em cima: Volumes 1 e 2. Embaixo: Volume 3. Foto/Reprodução Site Strangebeautiful

Os esmaltes não são mais simples produtos de beleza, agora se transformaram em "acessórios" e como tal ganharam milhões de cores e texturas. Fazem parte do visual e devem ser levados em consideração quando você olha de manhã para o guarda-roupa e escolhe o look do dia.

O verão trouxe liberdade total para a escolha das cores, sem se fixar em tendências. Quem gosta de ousar e sair do comum encontra algo ainda mais diferente na marca Strangebeautiful, talvez por isso o nome.

As cores são separadas em paletas, estas escolhidas pela designer Jane Schub, a fundadora da marca. Os vidrinhos são vendidos em volumes intitulados por ela como "bibliotecas de cores".

Jane prefere que as cores sejam lembradas por suas referências, no caso, obras de arte. A teoria das cores de Josef Albers, pintor abstrato que nasceu na Alemanha, mas fez carreira nos Estados Unidos, serviu de inspiração para o primeiro volume.

Pinturas de Andy Warhol, ícone da pop art, também estiveram em seu processo de criação. E da natureza, um azul escuro de um rio profundo. Até mesmo o vermelho sangue da máquina de escrever Olivetti Valentine, sucesso nos anos 60, também entrou na brincadeira.

Uniformes de guerra de 1846 e mais uma vez um vermelho, só que da natureza - escuro para representar a lagosta que foi removida da água fervente-, estão no volume 2.


O verde que vem do mofo presente no queijo Roquefort e outros tons, mais próximos da cor da azeitona, também estão lá. Até mesmo a cor de utensílios de cozinha sujos, causada pela corrosão do metal, passaram por sua mente na hora de montar a paleta de número três. Quem compra nem imagina que cada vidrinho tem muita história para contar. Por enquanto, eles são apenas vendidos nos Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: mãos unhas esmaltes esmaltes inverno 2013