Tudo sobre a depilação de buço

Tudo sobre a depilação de buço

Existem três diferentes métodos práticos e rápidos para depilar o buço e eliminar o temível "bigodinho" entre as mulheres. Com cera, folhas ou creme depilatório, o importante é saber a maneira correta de depilar para não correr o risco de ter queimaduras, manchas ou foliculite (reação causada por bactérias que pode ocorrer por falta de assepsia do local antes da depilação).

Aprenda com Aline Santos, coordenadora técnica da Depil Bella - marca brasileira de produtos para depilação do grupo Bioclean-, três métodos para uma depilação de buço que garantem bons resultados e segurança. Confira as orientações e o passo a passo para cada método!

As ceras ou cremes depilatórios são ótimas alternativas para depilação do buço (e existem opções exclusivas para o rosto com uma formulação adequada para a região sensível), porém os cremes removem os pelos superficialmente e as ceras fazem a remoção dos pelos com a raiz.

No caso de ceras, as melhores opções são as folhas prontas de cera fria ou a cera quente. Quanto à freqüência da depilação, Aline recomenda intervalos de 15 a 30 dias, dependendo da necessidade e do crescimento dos pelos.

É importante lembrar que na depilação do buço, é possível se deparar com algumas situações desagradáveis:

Foliculite: reação causada por bactérias que pode ocorrer por falta de assepsia do local antes da depilação, aplicação de maquiagem no local logo após a depilação e o uso de cremes inadequados para após a depilação. Para evitar a foliculte, é necessária a higienização da pele com a loção adstringente de hortelã. Após a depilação aplicar um produto específico para uso pós depilação e evitar ficar passando a mão no local depilado, para evitar contaminação através de bactérias presentes nas mãos.

Hipercromias (manchas): podem ocorrer se for utilizada cera muito quente ou se a pessoa se expor ao sol logo após a depilação sem utilizar um protetor solar. Para evitar esse problema, é necessário estar atenta à temperatura da cera quente. A consistência que ela apresenta é um bom parâmetro para identificar se está numa temperatura agradável ou não. Por exemplo: se a cera estiver muito líquida, ela estará muito quente e poderá causar queimaduras, além de manchas. Se a cera estiver mais consistente, estará numa temperatura mais agradável.

Queimadura por atrito: lesão causada devido a várias aplicações da cera na mesma região. Para evitar esse tipo de lesão, recomenda-se não realizar mais de duas aplicações da cera no mesmo local, para não agredir a região.

Depois da depilação do buço, é importante aplicar loção calmante facial para amenizar a vermelhidão e aliviar o ardor, não passar a mão no local para evitar contaminações, evitar o uso de cosméticos que não sejam adequados para aplicação logo após a depilação, evitar o uso de maquiagens logo após a depilação e não se expor ao sol sem fazer uso de um protetor solar.

Só ocorrerão marcas se o procedimento não for feito corretamente, conforme instruções citadas, e, no caso do creme depilatório, se a consumidora tiver alergia aos componentes da fórmula. No caso de creme depilatório, é indispensável fazer o teste de sensibilidade.

Fazer a depilação com cera quente ou cera fria? Os dois métodos, segundo Aline, são ótimas opções. No caso da cera fria, recomenda-se somente a folha pronta facial, pois é prática e segura.

No caso da cera quente, quando a cera apresentar uma consistência homogênea e pastosa, ela estará numa temperatura agradável, ideal para aplicação.

Tanto a cera fria ou a cera quente são métodos duradouros, pois os pelos são removidos com a raíz e demoram de 15 a 30 dias para nascerem. No caso de cremes depilatórios, um procedimento mais rápido de ser realizado, os pelos demoram de 4 a 7 dias para voltarem a crescer, pois os pelos são removidos superficialmente.


Após a depilação, não deve ser feita longa exposição ao sol, como, por exemplo, ir à a praia ou clube num período inferior a 3 dias após a depilação. Em casos de exposição rápida, como ir ao trabalho, deve-se sempre aplicar um filtro solar para proteger a região, pois o processo depilatório remove a camada protetora da pele, deixando-a vulnerável a manchas.

Por Jessica Moraes

Comente