Sobrancelhas: evolução e história

Sobrancelhas evolução e história

Elas não são apenas um simples detalhe no rosto. As sobrancelhas equilibram as linhas e expressões ou mesmo marcam o olhar. Hoje em dia não existe uma tendência fixa, há um pouco de tudo. Mais grossas, que remete aos anos 80, ou desenhadas. “Mulheres de 40 e 50 anos buscam as mais fininhas, com pouquíssimos pêlos. Isso já vem de antigamente onde era comum ficar apenas com um fio de sobrancelha”, explica a maquiadora Rosângela Bazalia.

Nos anos 30, por exemplo, as mulheres chegavam até depilar todos os pelinhos e desenhar um traço fino apenas com lápis. Depois disso, estrelas de Hollywood ditaram algumas tendências: desenhos bem comportados e mais desenhados. Desde o modelo arqueado de Rita Hayworth, passando por Greta Garbo, com olhar mais sedutor e misterioso, até as super levantadas que tornaram Marilyn Morne ainda mais sexy.

Mas é claro que também havia as suas exceções. Vale lembrar-se de Elizabeth Taylor. Ela costumava tingi-las de preto, como as egípcias, para ressaltar os olhos, como no filme Cleópatra. Também não podemos das sobrancelhas volumosas da pintora Frida Kahlo, que reforçaram o seu rosto latino.

Mesmo assim, apenas nos anos 80 é que as sobrancelhas voltaram mais ficar cheias e largas. Malu Mader e Ana Paula Arósio ainda continuam com fios volumosos, escuros, mas não tão rebeldes quanto antes, quase "monocelha".

Evolução sobrancelha

Na década passada, as sobrancelhas voltaram a ficar mais finas, um visual parecido com Cindy Crawford. Atualmente, a idéia é limpar o rosto e deixar um desenho mais natural. Finas, grossas, enfim, o mais importante é seguir a linha das sobrancelhas e deixá-las bem cuidadas, como as da atriz Flávia Alessandra.

Segundo a maquiadora, o mais importante é saber compor a sobrancelha com o formato do rosto, além de sempre mantê-las definidas e bem preenchidas, por isso a importância de procurar um bom profissional. “Se ela for bem feita consegue até tirar a fisionomia de uma pessoa triste, caso o seu olhar seja caído”.

Para aquelas que já fizeram um pequeno estrago com a pinça e não querem investir na sobrancelha definitiva, a dica é preencher com lápis e sombra. “Quem faz em casa deve pelo menos desenhar o contorno que gosta ao redor da sobrancelha, isso com ajuda do lápis. E só tirar o excesso dos pêlos. Sem dúvida vai evitar alguns estragos”, completa.

Por Juliana Lopes

Comente