Sardas X Pintas

Sardas X Pintas

Foto: moodboard/Corbis

Sardas no rosto pode ser super charmoso para muita gente, só que nem sempre é tão saudável assim. Por isso vamos esclarecer como diferenciar pintas, sardas e manchas na pele nada saudáveis.

Para começar, a pele tem células especiais chamadas melanócitos, que tem como função produzir uma substância escura que se difunde por toda a pele, a melanina. Quando a distribuição da melanina torna-se irregular na pele, surgem as manchas, que são áreas mais escuras ou mais claras.

No caso das sardas, aquelas pintinhas mais escuras que surgem no rosto e também em outras partes do corpo, como colo, ombro, costas e mãos, aparecem principalmente nas pessoas de pele clara e ruivas.

Existe uma tendência familiar para o desenvolvimento de sardas, que escurecem durante o verão e quase desaparecem no inverno, quando não há exposição ao sol.

Os especialistas tranquilizam a população quanto ao risco de evolução das sardas para câncer de pele. No entanto, como o surgimento é mais frequente em pessoas que têm menos proteção natural contra os raios solares, é importante que estejam atentas ao surgimento de outras manchas suspeitas. Caso haja alguma dúvida, devem procurar um dermatologista.

Já as pintas, que também preocupa tanto gente, são nevos pigmentados. Nevos são um aumento no número de células na pele, que podem ser pigmentadas ou não. Aparecem desde o nascimento (congênitos), ou durante a vida (adquiridos). Na maioria das vezes, são benignos, pois não têm características de câncer.

No entanto, algumas pintas e manchas são formadas por um acúmulo de células que, em alguma época da vida, podem sofrer uma transformação cancerígena. O câncer no qual elas podem se transformar é o melanoma.


A grande maioria das pintas aumenta de volume durante a vida. Isso não significa que elas serão um câncer. É importante fazer um exame regular destas pintas. Uma transformação maligna é indicada por alteração na cor, aumento do diâmetro ou irregularidade das bordas.

Como a exposição errada ao sol, especialmente das 11 às 15h, é importante proteger-se de maneira adequada. Não se esqueça de usar protetor solar e evite tratamentos de pele com ácidos ou depilações muito próximos dos dias em que escolher ir à praia ou ao clube. Outra dica é sempre observá-las e procurar um especialista em caso de alterações e dúvidas.

Por Natália Farah

Comente

Assuntos relacionados: manchas na pele sarda manchas no rosto