Manchas no rosto provocadas pelo sol: como evitar

Manchas escuras

Foto: Mina Chapman/Corbis

A maioria das mulheres não dispensa uma pele naturalmente bronzeada. Mas é preciso muito atenção e cuidados para evitar manchas no rosto e até queimaduras na pele por conta da excessiva exposição solar.

Os dermatologistas listam uma série de cuidados como passar protetor solar com FPS 30 ou mais, uso de bonés e chapéus, óculos escuros, além de evitar os horários onde o sol está mais forte, das 11 às 15h.

Acha que acabou por aí? Nada disso! Isso porque a proteção da pele deve começar dias antes de você colocar os pés nas areia ou entrar na piscina.

Depilação

A depilação é um bom exemplo. Sabia que não se deve ir à praia ou piscina antes ou depois de fazer depilação? Nesse período, a pele fica muito sensível e podem ocorrer queimaduras ou até mesmo o escurecimento da pele. Além disso, o contato com a areia ou o cloro pode causar irritação. Por isso, marque a depilação para, pelo menos, três dias antes de se expor ao sol ou com 24 horas de distância.

Tratamentos com ácidos

Preste também bastante atenção se você está em tratamento contra o envelhecimento e se o profissional usa produtos que contenham ácido. Embora eles não deixem manchas na pele, a exposição indevida ao sol pode sim ser um perigo a sua pele.

A exposição solar fica terminantemente proibida, pois há total intolerância dos ácidos aos raios ultravioletas. Aplique sempre o uso de filtro solar com fator de proteção alto (FPS 50 no mínimo). E para quem não puder evitar o sol é recomendável interromper o uso dos retinoides.

Beba caipirinha com cuidado!

Quem não dispensa uma boa caipirinha na praia, na piscina ou em uma festa ou encontro com os amigos ao ar livre, dois cuidados. Além de não dirigir depois, preste atenção no limão.

Quando em contato com a pele exposta ao sol, ele causa manchas, irritação, vermelhidão e coceira. A reação, que demora em média 30 minutos para acontecer, é causada pelo bergapteno, termo usado pelos médicos ao composto presente em frutas cítricas como o limão e a laranja, que em contato direto com o sol podem fazer um belo estrago.

O limão, por exemplo, contém alguns ácidos em sua casca e suco que, se expostos ao sol, causam uma reação de fotosensibilidade e queimadura chamada fitofotodermatose.

Pode até parecer uma coisa banal e simples de resolver, porém, as queimaduras com frutas cítricas podem trazer sérias complicações como queimaduras de segundo grau. Os especialistas garantem que mesmo sendo reduzido, o risco de um câncer de pele não deve ser descartado.

E se a mancha já estiver na pele...

Pessoas que apresentem os melasmas, ou seja, manchas escuras na pele por conta do amento da melanina, podem ser tratadas. Ainda que as causas sejam fator genético, alterações hormonais, como no caso da gravidez ou uso de anticoncepcionais e alguns outros hormônios e medicamentos, a exposição solar indevida e às câmaras de bronzeamente artificial são outras razões do aparecimento das manchas.


Os médicos indicam peelings químicos associados a cremes de uso domiciliar a base de tretinoina, hidroquinona e cortisona, que sempre devem ser prescritos em concentração adequada para cada paciente.

O laser também faz parte do arsenal terapêutico para o tratamento do melasma, sendo que, para cada caso será eleito um tipo de laser, e o número de sessões vai depender da profundidade e resposta ao tratamento. Tratamento via oral deve ser feito com o uso de comprimidos antioxidantes a base de vitaminas C e E, também o uso de picnogenol tem sido prescrito com bons resultados. Sempre lembrando que o tempo de uso e dosagem dessas substâncias devem ser prescrito pelo médico.

Previna-se!

  • Evite exposição ao sol das 11h às 15h quando os raios são mais agressivos;
  • Não utilize produtos com álcool;
  • Use protetor solar. Se você vai para a praia ou piscina e quer nadar, use protetor a prova d´água, mas o protetor deve ser aplicado algum tempo antes de iniciar a exposição ao sol, e repetir o uso pelos menos de 2 em 2 horas;
  • Se você se queimar, deve tratar as queimaduras imediatamente.
  • Por Natália Farah

    Comente