Luz intensa pulsada: reduza marcas de expressão

Manter a pele sempre bonita é uma tarefa bastante difícil, principalmente a partir dos 30 anos quando a produção de elastina pelo organismo começa a diminuir, alterando a firmeza e a elasticidade da pele. As primeiras rugas, sobretudo na região dos olhos, testa, nariz e boca. Por isso, proteger o rosto é fundamental para quem quer adiar o envelhecimento da pele.

Outro ponto negativo é que com a chegada da idade, as glândulas sebáceas passam a produzir menos sebo, o que auxilia o ressecamento da pele. São o rosto, pescoço e colo os locais onde a idade fica mais evidente, uma vez que os pequenos vasos sanguíneos se dilatam e as sardas aparecem em maior quantidade.

As primeiras manchas relacionadas à exposição solar também começam a aparecer nessa etapa. Nos braços e nas mãos ocorrem as manchas senis e as melanoses solares começam a aterrorizar as mulheres que desejam esconder a idade.

Se você se identificou com alguma das situações relatadas, uma boa alternativa para ajudar a manter a sua pele jovem por mais tempo é a luz intensa pulsada, capaz de tratar rugas, manchas, acnes, além de remover os pelos. A técnica que estimula a produção de elastano e colágeno por meio da luz possui um resultado rápido e eficaz. "Feito em apenas uma das mãos, quando colocamos a outra ao lado, é possível perceber a diferença, mas, para obter um resultado efetivo é necessário efetuar mais de uma sessão", diz a dermatologista da D’Pil, Dra. Fernanda Campos.

A luz pulsada intensa também proporciona um aspecto de pele mais limpa, viçosa e tonificada, sem falar na grande melhora das rugas. O tratamento é indolor e, por isso, não necessita de anestesia, permitindo ao paciente retornar às suas atividades no mesmo dia. São indicadas de 6 a 10 sessões, dependendo do fototipo do paciente e da intensidade do problema.

Por Paula Perdiz

Comente