Como evitar a Acne?

Como evitar a Acne

Foto: © Anna Peisl/Corbis

Acnes depois de adulto? Má alimentação também pode contribuir para o surgimento do problema. Algo que deixou de ser relacionado a um problema que ocorre apenas durante a adolescência é a acne. Não são poucos os números de adultos que buscam por ajuda nos consultórios dermatológicos em decorrência do aparecimento ou prevalência de cravos e espinhas após a faixa etária dos 25 anos.

De acordo com a dermatologista Dra. Helua Mussa Gazi (CRM/SP 104862), diretora da Clínica Belle Santé, a acne na fase adulta pode estar relacionada a diversos fatores. Uma das incidências mais comuns é em decorrência das alterações hormonais que ocorrem durante a gestação ou período menstrual.

"Com o aumento da testosterona, hormônio masculino, as glândulas sebáceas passam a produzir uma quantidade maior de óleo. Dessa forma, o acúmulo de sebo associado às células mortas origina os comedões, mais conhecidos como cravos", descreve.

No caso de mulheres com síndrome do ovário policístico, elas ficam com predisposição a serem acometidas pela acne. Aliás, o estresse, o uso demasiado de produtos cosméticos com base oleosa podem obstruir os poros. "O estresse provoca um desequilíbrio hormonal que agrava em uma maior produção de cortisol, afetando na fabricação de óleos pelas glândulas sebáceas. No caso dos itens cosméticos é importante optar pelas versões iol free", sugere a Dra. Helua.

Todavia, embora alguns não se atentem, a alimentação desregulada pode agravar para o surgimento de acne após os 25 anos. "Os alimentos industrializados são os principais vilões da aparência da pele, pois contêm altos níveis de corantes, aromatizantes e, principalmente, açúcares que inflamam as células", informa a especialista.

Aliás, alimentos com alto índice glicêmicos como doces, tortas, balas e bolos aumenta os níveis de açúcares no sangue, contribuindo para o aparecimento de rugas, flacidez e espinhas na pele. "O carboidrato, ingerido em excesso, também provoca cravos e espinhas. A razão para isso é que como aumentam a insulina no organismo deixam a pele mais sensível à ação dos androgênicos, hormônios masculinos", alerta a dermatologista.

O leite e seus derivados são outros alimentos que, ingeridos em excesso, podem afetar a pele. "Eles possuem uma grande quantidade de hormônios em sua composição que eleva a produção de sebo nas glândulas da pele. O ideal é consumir em menores quantidades esses alimentos e investir em alimentos que possuem ação anti-inflamatória e ajudam na diminuição de acne", sugere.

Alguns alimentos indicados pela especialista são os peixes como sardinha e atum que são ricos em ômega 3 e possuem minerais que deixam a pele mais bonita. Frutas e verduras de cor amarela são igualmente recomendadas, pois contêm betacaroteno, uma substância que combate processos inflamatórios. "A ingestão de 2 litros de água diariamente é fundamental porque elimina toxinas e impurezas que estão no organismo", diz Mussa Gazi.

Veja outras dicas da Dra. Helua Mussa Gazi para ficar livre de espinhas na fase adulta:

1- Não esprema as espinhas porque provoca cicatrizes;

2- Para secar a espinha, invista em gel secativo recomendado pelo seu dermatologista;

3- Mantenha uma boa higiene do rosto. Para isso, lave duas vezes ao dia a face com sabonete neutro e água corrente;

4- Não use produtos indicados por quem não é médico;

5- Procure um dermatologista para que ele indique o melhor tratamento de acordo com o seu tipo de pele.


Por Vila Mulher

Comente