Sephora e Lancôme: atuação no Brasil

Sephora e Lancôme atuação no Brasil

Pó compacto Mineral Sephora e Perfume Hypnôse/Reprodução Site Sephora e Lâncome

Pelo visto o Brasil começa a entrar no foco das marcas de cosméticos de luxo. A Sephora tem a previsão de abrir uma loja física até o final de 2011 em shoppings de luxo de São Paulo: Iguatemi e Cidade Jardim estão na lista. As vendas dos produtos serão primeiro através da internet. A loja virtual entrará no lugar do website da Sack’s, isso gradativamente, conforme disse o presidente-executivo da Sack's e da Sephora no Brasil, Carlos André Montenegro.

A Sephora faz parte do grupo francês de bens de luxo LVMH, dono da marca Louis Vuitton, que comprou 70% do site brasileiro de cosméticos Sack's. Também estão nos planos do grupo uma eventual fabricação nacional de marcas consagradas da Sephora. Atualmente, a Sephora tem produção nos Estados Unidos e Europa, disse o empresário.

A Lancôme é outra marca que pretende ter a sua produção aqui no país. Esta seria uma forma de a empresa reduzir seus impostos sobre os produtos e aumentar as suas vendas em por aqui. A ideia vem da filial brasileira que já está tentando convencer a matriz francesa, segundo o jornal Brasil Econômico.


A experiência começaria com perfumes em fabricantes terceirizados ou em unidades já existentes da L’Oréal, grupo ao qual a marca pertence. Isso na prática poderá reduzir em até 101 reais o preço do Hypnôse, por exemplo. Hoje ele custa entre R$ 169 e R$ 200, e poderá sair por R$ 99. Em entrevista ao jornal, a diretora de marketing da Lancôme no Brasil, Cinthia Marino, disse que durante uma promoção feita com o produto, pelo custo de R$ 99, as vendas quase que quadruplicaram. Os perfumes respondem por 20% das vendas da empresa na América Latina.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: perfumes lancôme cosméticos sephora brasil