Que tipo de ácido é o correto para sua pele?

Vale destacar que os ácidos não devem ser ministrados por conta própria
ácido pele

Foto - Reprodução

Ácidos. O nome é aterrorizante, mas esses ingredientes potentes podem ser a parte mais importante da sua rotina de cuidados com a pele. Isto é, contanto que você saiba qual tipo de ácido é o correto para ser aplicado na sua derme. Na verdade, todos os ácidos são criados de modo diferente, razão pela qual vale a pena aprender um pouco sobre cada um deles e evitar reações desnecessárias, além de gastos com produtos que não vão te ajudar a ter uma pele mais bonita. 


Ácido salicílico

O ácido salicílico ou ácido beta-hidroxi é um agente queratolítico, o que significa que ele remove a camada superior da pele, quando os poros estão obstruídos. Este tipo de ácido é recomendado para a pele oleosa, mas também pode ser em peles secas, contanto que esteja combinado com ingredientes hidratantes. Um aviso: as mulheres grávidas não devem usar produtos que contenham ácido salicílico, pois os salicilatos têm sido associados a deficiências genéticas nos bebês.

Ácido alfa-hidroxi

Os ácidos alfa-hidroxi são um grupo de ácidos nomeados com base na sua aparência química. Neste grupo estão: ácido láctico (o qual é derivado do leite), ácido glicólico (derivado de cana-de-açúcar), ácido cítrico (dos citrinos) e ácido tartárico (feito a partir de uvas). AHAs têm bons efeitos múltiplos sobre a pele: eles são utilizados principalmente como esfoliantes químicos, mas também têm mostrado promover a síntese de colágeno e reduzem a hiperpigmentação.

Ácido hialurônico

O ácido hialurônico é o ingrediente ao qual você pode recorrer caso sua pele fique mais ressecada. Este composto, na verdade, tem a capacidade de retirar a umidade do ar para ser absorvida pela camada mais externa da pele, conferindo mais maciez e suavidade à pele.

Ácidos ferúlico e alfa lipóico

Estes dois ingredientes são antioxidantes - o que significa que eles reduzem a quantidade de radicais livres que causam o envelhecimento da pele, como resultado de danos causados pelo sol, pela poluição e até pelo estresse. Esses ácidos ajudam na produção de colágeno para que a pele esteja sempre revitalizada e rejuvenescida.

Cabe lembrar que os ácidos não devem ser ministrados por conta própria; é recomendado consultar um dermatologista para que o ele avalie o seu caso e indique o tipo de de ácido mais adequado às necessidades de sua pele.

Por Renata Branco

Comente