Projeto fotográfico faz mulheres se confrontarem com o espelho

Além dos defeitos físicos, os emocionais foram confrontados
fotografia-mulheres-espelho

Foto - Reprodução/Neringa Rekasiute/Behance

Neringa Rekasiute, uma fotógrafa lituana, acaba de lançar um movimento chamado We.Women, que faz as mulheres confrontarem seus corpos em frente ao espelho, assumindo quem realmente são. Seria mais uma campanha de aceitação se o movimento não tivesse escapado do cunho físico e alcançado o emocional.

No We.Women, as mulheres devem confrontar aquilo que em suas aparências, foi dito como defeito ou problema. Para isso, Neringa usou o Facebook para convidar mulheres se servirem de modelos para as fotos. O número de respostas surpreendeu e nelas, aparecerem vários problemas sociais. 

"As mulheres estavam escrevendo sobre bulimia, anorexia, gordura, magreza, a violência dos homens. Este projeto mostrou-nos muitas cicatrizes profundas em nossa sociedade", disse Neringa.

A sessão de fotos permitiu que as 12 mulheres selecionadas enfrentassem suas inseguranças e os tipos de comportamentos destrutivos que a auto-percepção negativa pode promover.  

Rekasiute acredita que a auto-aceitação pode ter um poderoso impacto coletivo. "Imagine quanta energia é liberada quando as mulheres aceitam seus corpos. Elas podem alcançar muito durante esse tempo, é inacreditável!", disse ela.

O projeto é um lembrete importante de que a imagem corporal positiva desempenha um papel fundamental na emancipação da mulher. "Nós não somos apenas o nosso corpo - o corpo é apenas forma e não o conteúdo", finaliza.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: auto aceitação espelho mulheres defeitos