Como saber se a pele está desidratada?

Reconheça quando é a hora de dar hidratação extra à pele
hidratação pele

Foto Shutterstock

A pele, por ser o maior órgão do corpo humano, é a primeira a sofrer com a desidratação. O filme hidrolipídico, camada mais externa da tez, pode sofrer a perda de água por diversos motivos, como fatores genéticos, clima, e alimentação pobre em nutrientes. E os sinais de que ela precisa de água são bem nítidos. 

As peles morenas, por exemplo, ficam acinzentadas em algumas regiões e chegam até a apresentar manchas mais claras, principalmente no rosto, que chegam a ser confundidas com micoses. Os joelhos e cotovelos também mostram a desidratação, ficando mais ásperos e esbranquiçados. 

De maneira geral, quando está ressecada ou desidratada, a pele apresenta aspecto craquelado, algumas linhas finas semelhantes a rugas e descamação em algumas regiões mais críticas.

E afinal, como corrigir esse problemão? Pode ser clichê, mas é verdade: a hidratação deve ser feita de fora para dentro, bebendo pelo menos dois litros de água por dia. Depois disso, a hidratação com cremes e loções é muito importante. Essa hidratação deve fazer parte do seu ritual de beleza, de preferência, depois do banho. Peles secas pedem hidratantes mais densos. Já peles oleosas necessitam de texturas mais leves, como os géis e loções.


Comente