7 coisas que você nunca deve fazer antes de depilar a pele

Conheça 7 procedimentos que você nunca deve fazer antes de depilar sua pele!
7 coisas que você nunca deve fazer antes de depilar a pele

Foto - Reprodução

A depilação é um dos cuidados principais de beleza da mulher, pois é aquela que nos deixa com a pele lisinha e livre dos pelos indesejados. Mas, antes do procedimento, é comum que algumas mulheres façam rituais estéticos que acabam por comprometer a qualidade da depilação, e o pior: a pele fica mais sensível, irritada e até machucada. Por isso, nós do VilaMulher listamos 7 coisas que você nunca deve fazer antes de depilar a pele. Veja só!


Evite o crescimento exagerado dos pelos

No caso de depilação com cera, ou com outro método de retirada do pelo pela raiz, é aconselhado deixar o pelo crescer um pouco para facilitar sua extração. Contudo, pelos muito longos apenas aumentam a dor na hora da depilação, dificultando o processo.

Evite depilar no período menstrual

Durante o período menstrual, é comum que as mulheres fiquem mais sensíveis, e por isso o processo acaba ficando mais dolorido também. Portanto, espere o ciclo passar e então pode fazer sua depilação sem problemas!

Evite compartilhar cera e aparelhos depilatórios

O uso compartilhado de cera e aparelhos depilatórios, como lâminas e aparelhos elétricos, nunca é indicado. O ideal é que esses produtos sejam de uso individual, evitando a transmissão de bactérias que causam infecções.

Evite fazer esfoliação

A esfoliação é ótima para deixar a pele mais lisinha e desencravar os pelos. mas nunca faça esse procedimento no dia em que for depilar. Aliás, o indicado é que a esfoliação seja feita alguns dias antes, para que a pele tenha tempo de se recompor. Assim você evita possíveis irritações e até a possibilidade de machucar a derme.

Evite se expor ao sol

A depilação deixa a pele mais sensível e exposta a queimaduras quando se toma sol. Por isso, se vai aproveitar praia ou piscina no final de semana, o ideal é que faça a depilação com cera pelos menos três dias antes.

Por Renata Branco

Comente