Turbinando os cílios

Turbinando os cílios

Divulgação

Depois do silicone nos seios, do megahair para os cabelos e do ácido que preenche ruguinhas, agora é a vez de uma solução oftalmológica capaz de aumentar os cílios! Isso mesmo. A Allergan, mesma fabricante do Botox, lançou, em dezembro do ano passado, um produto que faz os cílios crescerem de verdade, ficarem mais espessos e até escuros.

A novidade já foi aprovada pelo órgão americano que regula alimentos e medicamentos (a FDA). A solução oftalmológica serve para quem sofre de hipotricose, ou redução da quantidade normal de pêlos, no caso, os cílios.

"Ele potencializa o aumento dos cílios, faz com que fiquem mais longos, grossos e escuros", garante Scott Whitcup, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento da Allergan. Segundo ele, o produto é vendido apenas com prescrição médica.

A promessa é de que os resultados sejam visíveis em oito semanas e se completem em dois meses. Para manter o efeito alcançado é preciso continuar o uso do produto. Se suspenso, os cílios voltam ao normal.

Assim como o Botox, que foi primeiro aprovado pelo FDA como um tratamento para os olhos e depois foram descobertos seus benefícios estéticos, com o Latisse também ouve um uso diferenciado no início. Em 2001, ele foi aprovado para problemas de visão, como o glaucoma, por exemplo. E este ano teve a garantia para o tratamento da hipotricose.

"No estudo clínico do Latisse, eu observei significantes diferenças estatísticas no crescimento de cílios, resultando em pacientes satisfeitos. Agora, aprovado pelo FDA, eu vou prescrever para meus pacientes que procuram aumentar os cílios, confiante de que o tratamento é confiável", afirmou o médico Steven Fagien, numa aula em Boca Raton, na Florida.

O produto, que tem a bela Brooke Shields como garota-propaganda, não deve ser aplicado na parta inferior dos cílos - apenas na de cima. No caso de ser colocado por acidente em qualquer outra parte do corpo, é preciso retirá-lo com água e lenços de papel. Entre as reações adversas previstas pelos próprios fabricantes estão olhos vermelhos, coceira e hiperpigmentação.

Turbinando os cílios

Brooke Shields é garota propaganda da marca. Foto: divulgação.


No site do produto (www.latisse.com) é possível acompanhar o diário de Brooke e notar os efeitos durante do uso do produto. Ele ainda não está disponível no Brasil e, segundo a assessoria de imprensa da Allergan, deve chegar por aqui apenas no início de 2010 e, muito provavelmente com os mesmos padrões americanos, o que significaria a venda apenas sob prescrição médica.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente