Os contrapontos nas makes do 3º dia de SPFW

Os contrapontos nas makes do 3º dia de SPFW

Desfile Huis Clos / Agência Fotosite

Democráticas e super versáteis, as maquiagens que apareceram nas passarelas no terceiro dia de desfiles na semana de moda paulista passam do super extravagante ao ‘possivelmente’ usado nas ruas.

No entanto, para esse ano, o produtinho unanime entre os maquiadores continua sendo os iluminadores, com texturas e efeitos dos mais variados, que podem ser usados para ressaltar olhos e pontos estratégicos do rosto. Ou seja, nesse inverno, o ‘queridinho’ entre os profissionais de beleza não poderá ficar de fora da sua nécessaire.

Para as fashionistas que adoram uma make poderosa, os olhos de Reinaldo Lourenço, inspirados nas bruxas, encantam pela sua dramaticidade. A aposta para o look dessa temporada foi nos rostos pálidos. Por isso, as modelos tiveram sua pele muito bem corrigida com auxílio do BB Cream, base e iluminador no centro do rosto. Com olhos delineados em formato do tradicional ‘olho egípcio’, o que deu o toque de modernidade ao look foi a desconstrução do traço, já que ele foi levemente esfumado. No canto interno dos olhos, uma sombra metalizada dourada dá o contraste na make.

Nos lábios, Fabiana usou o "Scoop and Shape", que ainda não chegou em terras tupiniquins, mas caso queira adaptar o visual para o seu dia a dia, um corretivo faz muito bem o papel do produtinho. Já os cabelos, produzidos pelo studio W, também adotaram essa pegada solta e natural, com cara de que não foi feito. Para isso, basta fazer uma escova e aplicar uma pomadinha para domar os fios rebeldes.

O conceito fresh e natural saiu do posto ‘make de verão’ e apareceu em peso nos desfiles da temporada de inverno. Na passarela da Ellus, o look simples e casual também foi unanimidade. Podendo ser facilmente usado no dia a dia, o toque da produção ficou por conta da misturinha ameixa e bronze dos batons, "Media" e "Siss", ambos da M.A.C. Sem nada chamativo no look, os cílios tiveram uma leve aplicação de rímel marrom e maçãs do rosto levemente iluminadas.

De acordo com Robert Estevão, que assinou os cabelos da marca, o look ‘escovado real’, leve e sem cara de chapado dá balanço à coleção. Para quem gosta de acompanhar as tendências, os produtos usados durante o preparo dos cabelos foi um óleo de argan para hidratar as madeixas e mouse para dar um pouco de volume e movimento aos fios.

O maquiador Marcelo Andrade, que cuidou da beleza de Mario Queiroz, apostou na dualidade e criou dois looks diferentes para a boca, o natural usando o batom "Shy Girl" e o mais ousado, com um marrom escuro "Seeds of Desire", com fundo avermelhado e bem brilhoso, ambos da coleção Mattene. Pele muito bem corrigida, blush leve e iluminador no contorno do rosto e olhos de boneca.

Com assinatura de Marcelo Harpa, do Studio W, os cabelos apareceram bem naturais, e seguindo a proposta da marca apareceram em dois visuais combinados com os batons. As modelos com boca escura desfilaram com um coque baixo torcidinho, enquanto as que usavam apenas o brilho vieram com os cabelos soltos e amassadinhos, com aquela cara de que não fez nada para que eles ficassem assim.

A Huis Clos apresentou uma beleza sutil e apagada, com sobrancelhas descoloridas, rostos pálidos e um contraste discreto por conta dos olhos esfumados somente na pálpebra móvel. O rosto apareceu sem base ou iluminador, só um hidratante e primer foi usado na pele que recebeu uma leve ‘corzinha’ nas bochechas e boca corrigida. Os cabelos vieram repartidos de lado e presos num rabo de cavalo baixo.

Celso Kamura cuidou da maquiagem conceito de Samuel Cirnansck que apostou na beleza selvagem das aves e trouxe três produções ousadas, inspiradas no filme Cisne Negro. O look branco foi feito usando a sombra "Supracolor" branca da Kryolan que começa a ser aplicada bem canto interno dos olhos, formando um degradê com sombra "Virgin Silver", da M.A.C, que é usada também por cima das sobrancelhas e no canto externo dos olhos. No rosto e boca foi usado o iluminador "High Beam", da Benefit. E, para finalizar cílios postiços brancos parecidos com penas.

Para as modelos negras, o maquiador apostou na combinação preta e bronze. Nos olhos foram usados a sombra "Carbon" no canto interno dos olhos e, para as sobrancelhas, uma misturinha com os pigmentos "Cocoa Beach" e "Melon", todos da M.A.C. e, claro, os poderosos cílios postiços. Já a boca teve aplicação de corretivo para dar esse look apagado.


A make preta, única que pode ser facilmente adaptada para a vida real, foi feita com a sombra "Carbon" no canto interno e externo dos olhos e uma camada generosa do pigmento metálico da NYX, "Ultra Pearl Mania". O iluminador "What´s Up" da Benefit foi aplicado nas têmporas e nas bocas para dar esse efeito apagadinho.

Para reproduzir o look de forma ‘usável’, basta aplicar a sombra apenas na pálpebra móvel, sem ultrapassar a sobrancelha ou estilizar muito o traço lateral. De acordo com a maquiador Celso Kamura, "o que se poderá levar das passarelas para as ruas são, definitivamente, o iluminador e as sombras metálicas".

Por Paula Perdiz

Comente