Conheça a origem do batom

Batom e mulheres  um casamento perfeito

Foto Mario Castello/Corbis

O batom é um ícone da beleza feminina. Qual mulher não adora esse acessório para valorizar ainda mais o rosto? O costume de colorir os lábios têm suas raízes no Egito antigo, quando as mulheres, principalmente esposas dos faraós, tinham o costume de usar pedras semi-preciosas em torno dos olhos e dos lábios - como se observa no busto de Nefertiti, a rainha egípcia que viveu cerca de mil anos antes da era de Cleópatra.

Na Grécia, no século II, havia uma lei impedia que as mulheres usassem batom antes do casamento e no século VI, na Espanha, só usavam batom as mulheres das classes mais nobres. A popularidade do batom começou apenas no século XVI, na Inglaterra, durante o reinado da rainha Elizabeth I, quando se criou um padrão de moda nas classes mais elitizadas, em que o ideal era ter a face o mais branca possível e os lábios bem vermelhos.

Só no começo do século XX o batom finalmente conquistou todas as mulheres do mundo, ao deixar as classes sociais de lado, quando ganhou o formato atual de estojo e começou a ser comercializado em Paris, em 1921. E por incrível que pareça, só após a Primeira Guerra Mundial é que as donas de casa começaram a aderir à moda do batom vermelho, esquecendo preconceito - afinal, era uma cor muito sensual que lembrava as prostitutas e atrizes da época.

Com a evolução da indústria cosmética, atualmente o batom não dá apenas cor, mas também protege a pele delicada dos lábios contra o frio, o vento e o sol. Para obter todos esses resultados ao usar o cosmético, é preciso saber escolher bem a cor e, principalmente, qual marca você irá usar para cobrir os seus lábios.

Veja aqui algumas dicas:

Comente

Assuntos relacionados: rosto história batom curiosidades