Tratamentos para celulite: ondas acústicas e lasers de baixa potência

Novidades para acabar com a celulite

Foto - Corbis.

As indesejadas celulites atrapalham a vida de muitas mulheres, não é mesmo? De acordo com uma das maiores especialistas em tratamento de celulites no Brasil, a dermatologista gaúcha Doris Hexsel, 99% das mulheres no mundo têm celulites, até as famosas que a gente tanto admira.

Por esse motivo, cada vez mais são lançados novos tratamentos para amenizar essa característica natural, mas que tanto incomoda as mulheres. Entre os lançamentos estão as ondas acústicas e os lasers!

Lasers de baixa potência

A professora Vilma Natividade, docente do curso de Estética da Universidade Anhembi Morumbi , explica que o tratamento consiste em pequenas incisões com uma fibra de laser. O objetivo é derreter as bolsas de gordura, aquecendo a pele de dentro para fora e favorecendo o crescimento de colágeno e elastina.

"Esse é um excelente recurso para o tratamento de celulite edematosa (estado inicial em que predomina a retenção de líquidos), caracterizada por pele inchada, que aumenta de volume até adotar um aspecto regular, como a casca de um tronco", explica Vilma.

A técnica funciona por melhorar a circulação de sangue, porém apesar de estudos e pesquisas terem indicado resultados satisfatórios, o laser deve ser associado a tratamentos com cosméticos e massagens.

Período: 20 a 30 sessões necessárias para alcançar melhora, com oxigenação do tecido e redução do edema e da dor

CCusto: R$80 a R$120, por sessão (R$45 no SPA & Wellness Center da Universidade Anhembi Morumbi)

Riscos: Nenhum

Eficácia: Celulites tipo I (aparecem quando a pele é pinçada)

Manutenção: Com alimentação de qualidade e mandando o sedentarismo embora!

Ondas acústicas

De acordo com a dermatologista Christine Graf, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a técnica utilizando ondas acústicas é antiga e, mais recentemente, foi empregada na dermatologia contra flacidez e celulite.

"As ondas reagem com o tecido, aumentando a circulação local e estimulando as células. O aparelho gera dois tipos de ondas acústicas, que atingem pele e músculo, fazendo a ativação do tecido e favorecendo sua proliferação", afirma Christine.

Na análise de Renata Rezende e Marcilene Coelho, especialistas da clínica Strattner: "Este é um estímulo direto nas células, que aumenta a produção de colágeno, a troca de substâncias entre as células e a melhora da microcirculação sanguínea e linfática - resultando no fortalecimento da pele e do subcutâneo".

Período: 8 a 10 sessões (com intervalo mínimo de 48h)

Custo: R$300 a R$400, por sessão

Riscos: Pequeno inchaço, vermelhidão, hematomas leves, dor leve ou músculos doloridos (sensibilidade aumenta logo antes e durante o período menstrual)

Eficácia: Todos os 3 tipos de estrias

Manutenção: Pode durar um ano ou mais (dependendo de dieta, exercícios físicos regulares, ingestão de água, não fumar, baixo consumo de álcool, etc.)

A celulite, infelizmente não tem cura, mas tem controle e prevenção e, quanto mais precoce o tratamento, maiores as chances de reverter o quadro. A dermatologista Valéria Campos indica: "Uma boa educação alimentar, acompanhada de práticas de exercícios físicos e o abandono do tabagismo, ajudam a manter os resultados obtidos com os tratamentos".

Outro jeito de lidar com as celulites é aceitá-las! Todas as mulheres têm ou terão esse "problema" um dia e não há nada de anormal nesse fato. Alguns furinhos na coxa não vão tirar sua beleza, isso é garantido!


Por Juliany Bernardo (MBPress)

Comente