Tatuagens temporárias

Tatuagens temporárias

A dúvida na hora de fazer uma tatuagem é sempre a mesma: será que eu vou continuar a gostar desse desenho no corpo depois de 20 anos? Por esse motivo, muitos deixam o sonho de lado e esquecem de vez a ideia de colorir a pele.

Para quem adora o adereço, mas não tem certeza se quer uma marca para sempre, uma boa saída são as tatuagens temporárias. Hoje, as técnicas são bastante variadas e cada vez mais os desenhos se parecem com os de uma definitiva. Cada tipo tem uma duração e um procedimento. Confira:

Henna: É o tipo mais comum das tatuagens temporárias. Os desenhos feitos com henna duram entre uma e duas semanas. O trabalho é todo manual e utiliza um pigmento vegetal, colocado em uma bisnaga ou pincel e aplicado na área corpo a ser tatuada. De acordo com Antonio Carlos Ferrari, o Carlinhos, tatuador em São Paulo há 29 anos, o ideal é utilizar a cor natural da henna, o marrom, para as tatuagens. Ele afirma que a tonalidade preta, por ser misturada com outro produto, pode dar alergia.

Air Brush: Essa técnica utiliza adesivos vazados, como os de estênceis do grafite, preenchidos com a aplicação de tinta por meio de um aerógrafo. O desenho seca imediatamente e todas as cores podem ser usadas. Essa tatuagem tem um resultado muito próximo das tradicionais definitivas. O ideal é a utilização de tintas especiais para evitar alergias. O tempo de duração é de dois a sete dias.

Canetas de Retroprojetor: "Essa forma ainda é pouco difundida no Brasil, mas o resultado é o que mais se assemelha a uma tatuagem verdadeira", diz Carlinhos. O desenho é feito com canetas de retroprojetor e, como algumas tem as pontas mais finas, o traço fica mais delicado e os detalhes mais evidentes. A única coisa que Carlinhos aconselha é que o desenho não seja muito grande, para evitar alergias. Essa tatuagem sai com álcool e pode durar até cinco dias.

Seja qual for a opção escolhida, fique sempre atenta com a higiene do local e a qualidade profissional do tatuador. Afinal, mesmo sendo de mentirinha, a pele é sua e alergias nunca são bem-vindas.


Por Talita Boros (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: tatuagens tattoo air brush