Sai fora gordurinha!

Gordura Localizada

Não existe mulher que não sofra por causa das gordurinhas localizadas. Elas são difíceis de perder e muito fáceis de mostrar. Em qualquer roupa justa, biquíni ou, no lusco-fusco daquela noite boa, elas não dão trégua.

Mas as gorduras - acúmulos de tecido adiposo - não se formam à toa. Dieta inapropriada, claro, vira saliência indesejada fácil. Mas, conforme explica o fisioterapeuta Rodrigo de Oliveira Alahmar, coordenador clínico da MaloClinicSpa, de Campinas, São Paulo, elas podem ainda ter origem genética, correspondendo à biotipologia de cada indivíduo, ou ser desencadeadas por fatores hormonais, que podem alterar o equilíbrio homeostático do corpo.

“Há vários tratamentos que atuam em direção à eliminação da gordura localizada, dentre eles massagens modeladoras, eletroterapia, gels redutores e lipoaspiração”, explica. Mas, como bem lembra Rodrigo, é de fundamental importância praticar atividades físicas aeróbicas regularmente, fazer dieta adequada e tomar bastante líquido. “O exercício físico não atinge diretamente os depósitos de gordura localizada, mas promove a queima generalizada de gordura”.

Ele explica também que o excesso de alimentos, principalmente os com grande quantidade de carboidratos e açúcares, transformam-se em uma reserva energética. Traduzindo: gordura pura. “Esse tipo de gordura tende a se distribuir de maneira constante na pessoa, conforme sua constituição física”.

O fisioterapeuta diz ainda que a má postura pode influenciar no acúmulo localizado das gorduras. “Um exemplo é uma pessoa que tem um aumento da curvatura lombar (hiperlordose) e pode passar uma falsa impressão de ter um acúmulo de gordura nas nádegas. Ou ainda uma pessoa que tem uma retificação da coluna lombar e passa a falsa impressão de acúmulo de gordura abdominal”. Ele indica que, para o tratamento destas alterações posturais, é claro, deve-se consultar um profissional.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente