Rede social sobre produtos de beleza

Rede social sobre produtos de beleza

Foto: reprodução

Atire a primeira pedra quem nunca comprou alguma coisa por indicação de um amigo ou conhecido! Pois saiba que esse costume de comprar de olho na opinião alheia está virando moda. Tanto que a designer Marilise Rossetti aproveitou a deixa para criar uma rede social baseada na opinião de consumidores sobre produtos de beleza. O "Social Beauty" tem por objetivo, nas palavras dela mesma, "prover um espaço onde as pessoas possam ler e compartilhar opiniões verdadeiras sobre cosméticos, maquiagem e perfumes".

A ideia surgiu há um ano. "Minha pele sempre foi muito sensível, então, antes de comprar qualquer maquiagem ou cosmético, tinha o hábito de perguntar para as amigas que já tinham usado ou pesquisava em blogs algo que ajudasse na decisão de compra. No entanto, era um processo complicado encontrar informações sobre um produto específico", lembra Marilise.

Assim, o "Social Beauty" nasceu para preencher esse espaço e ajudar a mulherada a encontrar, de forma fácil, opiniões sobre vários cosméticos, de batons até hidratantes para os pés. Na rede, é possível perguntar e responder a outro usuário, fazer comentários e cadastrar produtos.

Como era de se esperar, algumas moças adoraram a proposta do endereço eletrônico. Muitas participam do crescimento dele, cadastrando produtos e ampliando o catálogo já existente. Outras pessoas avaliam esses itens, dando notas e fazendo comentários nos quais compartilham a experiência - boa ou ruim - que tiveram com aquele cosmético. Tudo isso com apenas alguns cliques.

"Podemos afirmar que o sucesso do ‘Social Beauty’ é basicamente por ele estar apoiado em opiniões verdadeiras, longe do ‘ar’ idealizado que a mídia utiliza neste segmento", fala a designer e co-fundadora da rede.


Outra razão para a popularização do site pode ser o fato de que, atualmente, as opiniões de consumidores ganharam influência e podem até ser decisivas na hora da escolha por um item ou marca. "A propaganda em TV e outras mídias pode despertar curiosidade, mas o consumidor de hoje quer informação adicional antes de tomar qualquer decisão", afirma Marilise. "Principalmente na área de cosméticos, algumas marcas iludem o consumidor com produtos miraculosos, e já estamos cansados disso".

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente