Rainhas de bateria contam como se preparam para o Carnaval

Rainhas de bateria revelam seus segredos

Raissa_Oliveira. Foto: AgNews

Esculpidos e resistentes, são assim os corpos das rainhas de bateria. Você já imaginou o quanto custa manter esta forma? O Vila Batom conversou com quatro ocupantes do cargo de escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo. Bruna Almeida (São Clemente), Patrícia Ney (Renascer de Jacarepaguá), Priscila Bonifácio (Unidos de Vila Maria) e Raíssa Oliveira (Beija-Flor) contaram seus segredos de beleza.

Priscila Bonifácio, 30 anos, conta que a sua preparação para assumir a frente da bateria não começa, nem termina. Ela dura todo o ano. Porém, o condicionamento é reforçado nos meses que antecedem a festa mais popular do Brasil. "Eu conto com uma equipe de profissionais para me ajudar nesta dura missão. Tudo o que eu faço, ou deixo de fazer, é por orientação de especialista", diz a rainha de bateria da Unidos de Vila Maria. Nutricionista, personal trainer, esteticistas e cabeleireiros compõem a equipe da mulata.

Embora o cargo exija muito preparo, nem todas gostam do processo rígido. "Eu não gosto de malhar", confessa Raíssa Oliveira, 21 anos. Mas isto não significa que a morena possa se ausentar da academia. "Embora não goste, malho, ao menos, três vezes por semana, a partir de outubro", afirma. Assim como Priscila, a rainha de bateria da Beija-Flor conta com a orientação de um personal trainer. Raíssa também confessou adorar lasanha e churrasco. "Quem não gosta, né? Eu adoro!", brincou.

Além dos cuidados com o corpo, visando os resultados estéticos, Patrícia Nery, 38 anos, também se preocupa em estar saudável. "A minha preocupação é com a minha saúde. Não adianta estar linda, com um corpo maravilho e não conseguir chegar ao final do desfile, coisa que eu já vi acontecer com colegas", afirma a rainha de bateria da Renascer de Jacarepaguá. A morena revelou ter consciência de que a aparência é passageira: "A beleza um dia acaba, tenho que cuidar é da minha saúde."

A dieta rigorosa é comum às quatro beldades. Três delas afirmaram manter uma dieta livre de carboidratos e acabam consumindo apenas o necessário para as atividades do cotidiano. Patrícia, por exemplo, ingere carboidratos somente nos dias que antecedem o Carnaval, mesmo assim, somente até às 18 horas. O mesmo faz Priscila, da Unidos de Vila Maria.

Bruna Almeida é a unica das que confessa não seguir uma dieta rigorosa. "Eu apenas deixo de consumir algumas coisas que eu sei que me fazem ganhar peso. Evito açúcar, refrigerante e outras guloseimas, além de comidas pesadas", conta. Há 13 anos à frente da São Clemente, Bruna confessa ainda não trabalhar em parceria com nenhum profissional. "Faço tudo por conta própria", diz.

Patrícia Ney, Priscila Bonifácio e Raíssa Oliveira capricham na ingestão de proteína durante todo o tempo de preparo. "Quando consumida por pessoas que se exercitam, a proteína se transforma em músculo. Por isso, as rainhas de bateria gostam tanto do resultado desta dieta", revela Liliane Oppermann, médica nutróloga e Diretora da Associação Médica Brasileira de Ortomolecular (AMBO).

Rotina de beleza agitada

Para estas moças, os cuidados com o corpo não são a única preocupação. Priscila vai á clínica estética três vezes por semana. Lá faz diversos procedimentos recomendados pela esteticista. "Faço drenagem linfática, massagem modeladora e relaxante. Muitas coisas eu nem sei o que é, mas se a profissional diz que é bom eu confio e mando ver!", brinca. Além de todos os procedimentos citados pela rainha da Renascer de Jacarepaguá, Raíssa Oliveira conta que também faz peeling de diamante no rosto e esfoliação no corpo.

Bruna, 27 anos, não dá tanta importância aos tratamentos estéticos. Ela conta que, "quando sobra tempo", faz uma hidratação nos cabelos e vai à manicure. Priscila não dispensa as consultas com a dermatologista. De volta aos cuidados com a boa forma, há outras atividades físicas que fazem parte do cotidiano das rainhas. A rainha de Unidos de Vila Maria treina box, faz aulas ballet e pratica pilates.


Todas têm atividades paralelas ao Carnaval. A representante de São Clemente conta que acorda às 5h30 para poder ir trabalhar. "É por isso que não tenho tempo para tantas atividades", justifica. Embora já tenha dez anos de escola, Raíssa é muito jovem e conta que adora ver desenho animado. Priscila Bonifácio gosta muito de viajar. "É o meu hobby favorito". Patrícia é publicitária, trabalha com moda e projetos sociais. No tempo livre ela participa de leitura para crianças na ONG Central Única das Favelas, em Madureira, no Rio de Janeiro.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente