Radiofrequência: saiba como funcionam esses tratamentos

Tratamentos de radiofrequência são procedimentos que produzem efeitos térmicos por meio de corrente elétrica, iônica ou molecular (através de vibrações ou rotações das moléculas da água). Esses processos são ótimos aliados para acabar de vez com a flacidez de forma não invasiva, ou seja, sem a necessidade de cirurgia.

Os aparelhos que utilizam radiofrequência auxiliam na produção de novas fibras e colágeno, o que reduz de maneira eficaz a redução de flacidez da derme, deixando a pele mais firme, além de definir os contornos corporais. A técnica pode ser usada nas mais diversas regiões como: rosto, braços, seios, pernas e bumbum. E já na segunda sessão as mudanças são observadas.

A aplicação é indolor e causa somente uma sensação de frio imediato, seguido por um calor e depois por um efeito de resfriamento novamente. Isso ocorre porque quando a onda é aplicada, a epiderme é resfriada e simultaneamente uma energia de radiofrequência é passada para a derme, o que gera a produção de colágeno.

O procedimento pode ser realizado em qualquer tipo de pele e o melhor: não é necessário nenhum cuidado especial após a aplicação. Você pode seguir suas atividades diárias normalmente e, inclusive, ir à academia sem problema algum. O número de sessões depende de cada paciente, quem decide é sempre o médico.

Por Paula Perdiz

Comente