Novidades em depiladores elétricos

Novidades em depiladores elétricos

Foto: Wavebreak Media Ltd./Corbis

Relatos mostram que as mulheres se depilavam desde o Egito antigo, quando usavam argila, sândalo e mel para retirar os pelos da axila, dando origem à cera egípcia, a famosa cera comum. O aprimoramento das técnicas, ao longo do tempo, favoreceu o público feminino, que consegue encontrar uma infinidade de opções no mercado estético.

Os depiladores elétricos incluem-se nessa lista, embora muita mulher torça o nariz quando alguém o oferece como método de depilação, por medo da dor ou de ser uma falsa promessa de arrancar os pelos pela raiz.

Mas as usuárias assíduas do produto, no entanto, não abrem mão da praticidade que ele proporciona. As vantagens dos aparelhinhos elétricos superam qualquer outra forma de eliminar os pelos, tirando até os mais curtinhos e um resultado próximo a 95% de retiradas.

Isso porque arrancam pela raiz e por isso demoram mais para crescer - em média 3 ou 4 semanas -, não há riscos de queimaduras na pele, de encravar ou deixá-los crescer para tirá-lo, como a cera quente, e não há perigo de cortes, como a lâmina. Dá ainda para depilar-se no banho, levar na bagagem e alguns nem acompanham fios por terem bateria recarregável.

Depilação até debaixo d’água

Os mais conhecidos e vendidos por aqui são os da marca Phillips. A marca comercializa 12 modelos diferentes com tecnologias e preços que cabem em qualquer bolso. O Bikini Perfect, por exemplo, foi desenvolvido para aparar e modelar a região da virilha com mais precisão e menos irritação. O aparelho pode ser usado durante o banho ou com a pele seca. E tem pente especial, de íons prateados, para proteção higiênica.

O modelo Satinelle Ice, também da Philips, possui uma exclusiva placa de gelo em gel que, depois de congelada, vai para uma luva protetora que deve ser passada na área a ser depilada, aumentando o conforto da depilação.

A cabeça depiladora desse aparelho é removível e lavável e tem discos de cerâmica que removem até 95% dos pelos em cada passada. Já a versão Premium foi desenvolvida com um aplicador de gelo para diminuir ainda mais a dor que as mulheres sentem na hora da depilação. Também tem um sistema sônico de massagem que, juntamente com a anestesia fria, tornam a depilação mais confortável.

Dupla velocidade e massageador embutido

A Britânia aposta em um aparelho com pinças rotativas, que tornam a depilação mais rápida e pode ser usado em duas velocidades. O depilador Dolphin invade áreas pequenas, como a virilha. É ótimo para levar em viagens porque ocupa pouco espaço e funciona com duas pilhas AA. Outro modelo indicado é o Silk-Épil 2075, da Braun, que vem com um massageador embutido para relaxar a pele e deixar a depilação menos dolorosa.

Ficou empolgada com as vantagens dos depiladores elétricos? Fique atenta a algumas dicas e aproveite!


• Seja delicada! Não adianta forçar o aparelho na pele para arrancar os pelos. Isso só vai machucar você. Posicione o depilador na direção oposta ao crescimento dos fios. Você vai precisar passar no mesmo lugar umas duas ou três vezes;

• Por ser uma região sensível, não é recomendável usá-lo no rosto;

• Para melhores resultados, indica-se depilar pelos no tamanho de 0,5 mm;

• Após a depilação, vale usar um gel que contenha aloe vera, uréia, mentol, azuleno ou cânfora. Eles dão uma sensação de refrescância à região e ajudam a hidratar, evitando a foliculite, irritação, coceira e ressecamento da região.

Por Natália Farah

Comente