Males do cigarro à pele

Recuperando a pele de fumantes

Depois de certo tempo fumando, as consequências vão além do vício em nicotina, dos problemas de pulmão e do cheiro de fumaça nas roupas. O cigarro tem efeitos estéticos, como o amarelamento dos dentes e as marcas indesejadas na pele.

"O fumo causa um envelhecimento precoce, a pele se torna áspera, com aspecto ressecado e envelhecido", afirma a médica especialista em medicina estética da clínica Onodera, no Rio de Janeiro, Tathiana Cerqueira. Segundo ela, o cigarro está na raiz de muitos males quando o assunto é a pele. "Além de desidratada, a pele do fumante está propícia a alterações da sua estrutura mais profunda. Há destruição das fibras colágenas, de elastina e fibroblastos, que são responsáveis pela sustentação. Também nota-se a falta de elasticidade e o consequente aparecimento de rugas e marcas de expressão precocemente, principalmente o ‘código de barras’, que são aquelas rugas formadas ao redor dos lábios devido ao ato de fumar", conta.

E existe um perfil de pacientes mais atingidos por esses males. Como já era de se esperar, são aqueles que fumam muito e por um tempo prolongado. "Hoje, já é sabido que o número de cigarros fumados por dia e o número de anos que a pessoa fumou se relacionam com o nível de lesões cutâneas", revela Tathiana.

É possível tratar e amenizar os efeitos do fumo para a pele, através dos mais variados tratamentos: peeling químico (aplicação de produtos que eliminarão o tecido danificado), microdermoabrasão (jatos de micro cristais), preenchimento de sulcos, aplicação de toxina botulínica (botox), cremes de tratamento domiciliar contendo ácidos, despigmentantes e agentes hidratantes, tensores e antioxidantes, e fórmulas orais com DMAE, ácido alfa lipóico, vitamina E, coenzima Q 10, entre outros. A indicação do melhor tratamento depende de fatores como o tipo e o grau de comprometimento da pele.

A hidronutrição pode ser uma boa pedida para pacientes que sofrem de ressecamento da epiderme. "Esse método é utilizado como prevenção e entre tratamentos mais agressivos, como os peelings e lasers, para acalmar a pele. Proporciona luminosidade, frescor e equilibra o pH do tecido. É indicada principalmente para peles desvitalizadas, desidratadas, maduras e envelhecidas devido a agentes externos ou tratamentos químicos", explica a médica. Para um resultado visível da hidronutrição são necessárias aproximadamente 10 sessões de 60 minutos, cada uma custando R$ 80.


O melhor "tratamento", claro, ainda é parar de fumar. Mas mesmo tomando essa importante decisão, a pele já marcada vai precisar de uma ajudinha da medicina estética para se livrar das marcas que o cigarro deixa na pele.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente