Livre-se do "tchauzinho" com silicone no braço

Livrese do tchauzinho com silicone no braço

Além dos velhos conhecidos implantes nos seios, bumbum e coxas, a mulherada tem aproveitado para turbinar os braços. Segundo dados da Silimed, fabricante de próteses de silicone, as vendas de próteses para bíceps e tríceps aumentou em 31% em comparação ao ano passado, sendo que 60% delas foram usadas em mulheres.

Implantes nessa região podem ser uma boa saída para quem perdeu muito peso ou, quem sabe, não aguenta mais a famosa flacidez no músculo do "tchauzinho" - o tríceps -, comum conforme o avanço da idade. Segundo o cirurgião plástico Esmail Safaddine, o procedimento também é indicado em caso de homens que não conseguiram resultado desejado com a musculação.

"Para as mulheres, a maior preocupação tende a ser com o tríceps, onde predomina a parte flácida da pele que balança conforme movimentos de ‘tchau’ ou movimentos mais bruscos com os braços", explica.

O cirurgião explica que, durante o procedimento, um corte de aproximadamente quatro centímetros é feito nas axilas, por onde as próteses de gel coesivo (as mesmas usadas em implantes mamários) serão colocadas - duas no bíceps, o "muque", e mais duas no tríceps, dando aspecto torneado e firme à região preenchida.

"Como qualquer procedimento cirúrgico, há os riscos relativos à anestesia (que pode ser tanto geral ou local), e também hematomas na região, daí a importância de seguir à risca os procedimentos pós-operatórios indicados pelo cirurgião", alerta.


A cirurgia dura, em média, uma hora e meia e o resultado definitivo pode ser visto em aproximadamente três meses. Mas, para que tudo dê certo, Safaddine aconselha que se evite o carregamento de peso após 30 dias e não tomar sol por, pelo menos, dois meses.

Por Ana Paula de Araujo (MBPress)

Comente