Lipomiescultura

Lipomiescultura

Quando exercício físico e dieta não resolvem para eliminar as gordurinhas, a lipoaspiração vem como forte candidata. O Conselho Federal de Medicina deixa bem claro que esse recurso serve apenas para pequenos acertos na silhueta e não em pessoas com excesso de peso.

O órgão só permite eliminar 7% do peso corporal no caso da lipoaspiração úmida (com injeções de soluções líquidas) e 5% de retirada de gordura na lipoescultura a seco.

A técnica criada em 1977 evolui muito para tornar os resultados mais eficazes e com mais bem estar ao paciente. Pensando nisso, o cirurgião Ewaldo Bolivar desenvolveu a Lipomiescultura, a fim de obter contornos mais definidos e menos efeitos colaterais aos pacientes. “Eles têm menos perda sanguínea, dores e manchas roxas. Ao mesmo tempo sua pele tem maior retração (ausência de flacidez)”, explica.

O cirurgião consegue isso a partir do mapeamento do colágeno, substância que proporciona sustentação às células. Descobriu que a técnica convencional do cross-crossing destruía muito o colágeno, já que era feita para várias direções. A fim de preservá-lo, Bolivar faz a aspiração no contorno das fibras musculares. “È mais eficaz onde tem menos colágeno - abdômen superior, parte interna da coxa, nádegas e braços (região do tchauzinho) - pois as chances de destruí-lo são menores”, explica o cirurgião.

Essas eram justamente as regiões que deixavam Fabiane da Fonseca mais incomodada ao se olhar no espelho. Quando fez a cirurgia, isso há dois anos, a estudante de 24 anos nunca tinha ouvido falar na técnica.

“Todo mundo comentava que depois da operação, a pessoa sente como se tivesse sido atropelada por um caminhão, mais comum na lipoaspiração. Mas nada disso aconteceu. A minha recuperação foi ótima, fiquei com poucas manchas que saíram logo na drenagem, feita na própria clínica do Dr Ewaldo. Também não senti tantas dores assim”, comenta.

No pós-operatório, Fabiana usou cinta e voltou a sua rotina normal após uma semana, o que geralmente não acontece com outros métodos. Desde então, ela mantém uma dieta controlada e não passou muito do seu peso, em torno de 70 quilos, além de estar com a musculatura mais definida.

Por Juliana Lopes

Comente