Gesso para reduzir as medidas

Gesso para reduzir as medidas

Quem nunca quebrou um braço ou perna já deve, no mínimo, ter visto alguém que já passou por isso. A solução, quase sempre, é o gesso ortopédico, que deixa a pele mais fina após ser removido. Mas, você já pensou em engessar partes do corpo para perder medidas ou amenizar a celulite? Pois é, esse tratamento existe, e é chamado gesso redutor lipolítico. Ele não é exatamente igual ao ortopédico, mas a estrutura é parecida, com exceção dos componentes inteligentes em sua fórmula.

Na verdade, uma técnica similar - a atadura engessada - já é bem conhecida das mulheres. A diferença está nos componentes. "O gesso redutor tem princípios ativos especiais para cada tipo de patologia estética, como a celulite e a flacidez", afirma Luciana Godinho, fisioterapeuta e proprietária da clínica de estética Be’lu Corpo, no Rio de Janeiro. A nova técnica pode ser aplicada nas coxas - e "culotes" -, glúteos, abdômen, braços e até na face. No caso do rosto, o objetivo é hidratar e limpar profundamente a pele. Já no corpo, as ataduras proporcionam redução de medidas e melhoria no aspecto da derme.

O tratamento consiste em dois passos: primeiro é feita uma esfoliação do tecido e, em seguida, é colocado o gesso redutor, o que demora cerca de 15 minutos. Como não é necessária ajuda profissional para retirar as ataduras, a paciente pode realizar suas atividades rotineiras com o gesso ainda no corpo, desde que o remova depois de cinco horas. "Isso é ótimo, porque a cliente que não tem tempo para ficar horas numa clínica também pode fazer o tratamento", diz a fisioterapeuta. Mesmo quando a área tratada é o rosto, a paciente permanece na clínica por aproximadamente apenas meia hora.

Outro benefício desse novo tratamento é que praticamente qualquer pessoa pode utilizá-lo. "As únicas contra-indicações são para as gestantes, principalmente no ventre, e para os pacientes que já têm um histórico de alergia a determinado componente da fórmula do gesso", explica Luciana. No caso de alergias, pode-se contornar a situação usando outros tipos de ataduras, com diferentes composições.

[galeria]

Para um bom resultado, são necessárias, geralmente, 10 sessões, ministradas de 2 a 3 vezes por semana. A maioria das pacientes consegue ver as melhorias a partir da terceira sessão, mas isso não é regra. "Às vezes algumas pacientes ligam para mim logo depois da primeira sessão, dizendo que já sentem a diferença", conta a fisioterapeuta.


A promessa de melhoria de 70% do aspecto da pele e o fato de ser relativamente barato (um pacote com 10 sessões mais a esfoliação custa em média R$ 400) são benefícios que tornam o gesso redutor lipolítico uma opção a ser levada em conta para quem quer colocar o corpo em dia ainda para este verão.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente