Esfoliação melhora aparência e textura da pele

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
esfoliação

Shutterstock

Muitas são as dúvidas que surgem quando o assunto é esfoliação da pele. Quando ela é necessária? Como fazer? Quais produtos utilizar? Trata-se de um processo de remoção das células desvitalizadas da camada superficial da pele.

De acordo com a dermatologista Carolina Marçon, a esfoliação é uma maneira de realizar um peeling mecânico, uma forma de retirar as células mortas da camada superficial da pele que se formam diariamente, impedindo-a de ficar sedosa, limpa e com viço.

A esfoliação melhora o aspecto e a textura da pele, ao expor suas camadas mais jovens e saudáveis e desobstruir os poros. Além disso, previne o aparecimento de acne e pelos encravados e facilita a penetração de hidratantes e outros dermocosméticos, uma vez que a pele fica mais fina, facilitando a absorção desses produtos.

"Na esfoliação eliminamos impurezas que, apesar da higiene diária, se acumulam. O processo também estimula a circulação sanguínea local, promove a renovação celular e pode clarear manchas", explica a dermatologista.

Os produtos esfoliantes podem apresentar diversas versões: cremes, sabonetes líquidos e em barra, óleos corporais, buchas de banho, gel, entre outros.

As partículas que promovem a esfoliação da pele também variam, podendo ser de origem vegetal, como sementes de bambu, damasco, maracujá e linhaça, ou sintéticas, cada uma delas com características menos ou mais abrasivas.

Segundo a dermatologista, quanto maior a dimensão dos grânulos, maior será o efeito abrasivo, devendo-se evitar os produtos com grânulos de dimensões exageradas, pois podem levar a lesões cutâneas. Assim, quanto maior a sensibilidade da pele, menor deverá ser o tamanho dos grânulos.

Carolina recomenda que a esfoliação seja feita com a pele úmida, durante o banho, já que o vapor da água quente dilata os poros e isso facilita a tarefa de limpeza da pele. Já a frequência depende do tipo de pele e do produto utilizado. De forma geral, a recomendação é usar duas a três vezes por semana nas peles mais oleosas. Nas peles secas, a freqüência cai para uma vez por semana ou a cada 15 dias. A esfoliação corporal dever ser feita uma ou duas vezes por semana e sempre que se pretender aplicar algum tratamento à pele.

Vale lembrar que o mesmo esfoliante do rosto não serve para o corpo e vice-versa. O rosto pede grânulos menores e mais delicados e o corpo grânulos maiores, pois a pele do rosto é mais sensível e fina. Nos dois locais é importante retirar todo o produto e passar um hidratante depois, pois a pele fica fragilizada e desidratada.


Por Vila Mulher

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: esfoliação cuidados com a pele peeling