Dúvidas sobre cirurgia plástica

Dúvidas sobre cirurgia plástica

Foto Divulgação

Um dos assuntos em foco no último Congresso da Federação Ibero Latino-Americana de Cirurgia Plástica, realizada em Quito, no Equador foi a indicação da mini-lipo ou lipo light. “Após o boom das novidades, os pacientes voltaram a buscar a lipoaspiração convencional. Isso porque as variações divulgadas como menos invasivas são eficazes apenas no tratamento de quantidades muito limitadas de gordura”, afirma Dr. Fausto Bermeo, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e um dos palestrantes do evento. “Algumas pessoas se frustraram com a promessa de procedimentos que não demonstraram eficácia”, complementa o médico.

A bioplastia, que ganhou notoriedade graças aos quadros de transformação veiculados em diversos programas de TV há alguns anos agora também é vista com reservas. “O uso do polimetilmetacrilato (PMMA), material empregado na técnica para preenchimentos faciais e corporais, mostrou-se muito arriscado”, descreve Após parecer do Conselho Federal de Medicina o procedimento passou a ser evitado pelos principias serviços do País. Por conta dos efeitos colaterais - que vão da mudança de coloração da pele ao deslocamento do material - a técnica gerou um novo grupo de pacientes nos consultórios de cirurgia plástica. “É comum recebermos pessoas que necessitam realizar procedimentos complexos para a retirada do PMMA”, afirma o especialista.

Por isso, é sempre bom ficar atenta às notícias. Uma das dicas do Vila Batom para quem deseja fazer uma cirurgia plástica estética e tem dúvidas sobre procedimentos cirúrgicos, anestesia e cuidados pré e pós-operatórios, é o livro “Cirurgia Plástica - Manual do Paciente” (BBD Editora) do cirurgião plástico Dr. Alan Landecker que dá as orientações e dicas sobre tudo que se deve saber antes de enfrentar o bisturi.

Por Karina Conde

Comente