Depilação para homens

Depilação para homens

Que toda mulher é vaidosa e preocupada com saúde, bem estar e beleza, todo mundo sabe. O que agora virou mania também é o fato de alguns homens estarem tendo o mesmo cuidado e atenção. E a vaidade chegou ao delicado (e dolorido) campo da depilação. Pele lisinha, para homens, também está em alta.

Há pouco tempo, a Gillette veiculou em seu canal no YouTube um vídeo super divertido sobre a nova onda masculina, ensinando como ter um barbear mais rente e lisinho e ainda manter a pele macia - até nas partes íntimas. Depois veio a Nívea, com a linha de banho Active 3, especialmente pensando nos homens - que ainda podem acessar o site da marca e aprender a como se livrar dos pelos indesejáveis.

Hoje, aderir a esta prática cresce tanto que muitas clínicas de estética estão reservando um espacinho para a ala masculina. A clínica Dicorp, no Rio de Janeiro, por exemplo, desenvolveu uma sala especialmente para os que se interessam por retirar os pelinhos incômodos. "Temos um público masculino que deseja privacidade na hora do atendimento. Por isso, criamos um espaço masculino cujo diferencial é a sala privativa", conta Ricardo Ramos, especialista em medicina estética da clínica. "O bonito é não ter mais cabelos no corpo, é ter a pele lisinha. Isso traz a ideia de higiene e a tentativa de evidenciar os músculos. O peitoral, por exemplo, fica mais a mostra e, portanto, chama mais atenção", completa o médico.

Para se ter uma ideia, os homens representam 40% dos tratamentos feitos na Clínica Deep Laser, de São Paulo - e 20% na Dicorp. A maior parte é de homens na faixa dos 30 a 45 anos, mas cada vez mais jovens estão começando a frequentar esse tipo de clínica.

A médica Tatiana Cerqueira, da Onodera Estética, também do Rio de Janeiro, afirma que as áreas do corpo mais procuradas para a depilação são peito, barriga e costas. "Pelo menos por enquanto eles fogem de depilação nas pernas", brinca.

Mas as partes baixas também ganham atenção quando o assunto é depilação. Suelli Domingues, cosmetóloga da clínica Deep Laser, diz que há público heterossexual que busca a depilação dessa região, mas a procura maior é dos homossexuais.

E o mais bacana do procedimento é que é tudo feito com laser, que gradativamente diminui o crescimento do pêlo, incentivando ainda mais a prática. Afinal, não ter o trabalho de depilar todo mês com cera - e sem a dor da cera - é um alívio, não é mesmo? "Eles ficam gratos de não terem que se depilar eternamente. Com o procedimento a laser, em pouco tempo estão livres dos pelos pra sempre", afirma Tatiana.

Mas há ainda a opção de cera, para eles. A DepiRoll, por exemplo, desenvolve produtos para depilação desse tipo especialmente para os homens. Para eles, os produtos contam com uma textura mais fina, fórmula suave e com agentes calmantes, pois a pele do homem geralmente é mais sensível. Além da cera, a empresa oferece métodos alternativos. Quando os pêlos começarem a ficar muito visíveis, a sugestão é utilizar os produtos depilatórios nas versões em creme e loção, que agem rapidamente e não precisam ser aplicados por profissionais. "É cada vez maior o número de produtos para homens nas prateleiras das perfumarias. O homem não se sente mais desconfortável em comprar e as mulheres também têm mais opções para embelezar o marido, namorado ou filho", afirma Murilo Marcacini, gerente de projetos da rede Beauty Point, que vende os produtos DepiRoll.


Suelli, da Deep Laser, afirma que mesmo a vontade partindo dos homens, a mulher também tem seu dedinho de contribuição nessa nova onda lisa. "Hoje as mulheres têm mais liberdade em dizer o que incomoda no seu parceiro, por isso sugerem aos seus maridos e namorados a depilação a laser", afirma. Como Suelli mesma brinca: "Quem não gosta de um corpo lisinho?" Fica a dica.

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente