Depilação com mola é dolorida?

Depilacaocommola

Foto: Divulgação

Aqueles pelinhos bem finos no rosto, quase imperceptíveis, mas que te incomodam tanto? Eles podem estar com os dias contatos se você descobrir e arriscar tirá-los com a depilação com mola, técnica americana que tem ganhado o apreço das brasileiras.

A técnica faz sucesso por alguns motivos: arranca os pelos pela raiz, dos mais grossos a penugem, o que faz demorar bastante para crescer, não deixa sobrar nenhum fio, pode ser usado em qualquer tipo de pele, uma vez que não há químicas e diminui as chances de alergia, além de ser bem mais higiênica, desde que não esteja enferrujada.

O produto tem 20 centímetros de comprimento. Para remover os pelos o profissional deve fazer movimentos arredondados no local a ser depilado, arrancando vários fios de uma vez só, desde a raiz, sem repuxar a pele.

Aos que costumam temer a dor provocada por qualquer tipo de depilação, podem se animar. No início da sessão, a sensação é um pouco mais incômoda que a cera, mas depois a pele se acostuma e, conforme os pelos vão sendo arrancados, a dor diminui consideravelmente. No fim, a depiladora dá uma última checada no rosto e, se algum sobrevivente ainda tiver resistido, ela o vence com o auxílio de uma pinça.

Por Nathália Farah

Comente