Depilação com lâmina – mitos e verdades

Tire suas dúvidas sobre a depilação feita com lâmina
lâmina depilação

foto: Shutterstock

Mais prática, mais comum, mais econômica, a depilação feita com lâmina sempre gera dúvidas. Será que engrossa os pelos? Será que escurece a pele? Tire as suas dúvidas!


A lâmina dura cerca de um mês

Mito. O indicado é usar a lâmina no máximo duas vezes. Por ter contato direto com a pele, ela fica com bactérias, sem contar que pode enferrujar ao ficar em contato com a umidade  por muito tempo. Escolha sempre opções descartáveis.

A lâmina pode escurecer a pele

Verdade. Retirar os pelos, seja com lâmina ou qualquer outro método, é uma forma de agressão à pele, que deixa ela um pouco mais escura. 

A lâmina pode ser usada em qualquer área da pele

Mito. A lâmina pode ser usada para depilar as axilas e as pernas, mas não é indicada para regiões delicadas, como rosto e virilha. Nessas partes a cera e a pinça são as mais recomendadas.

O sentido da lâmina sobre a pele importa 

Verdade. O melhor é passar a lâmina no sentido oposto ao do crescimento dos pelos. O padrão do crescimento dos pelos é de cima para baixo, por isso a lâmina deve ser passada de baixo para cima. 

A lâmina engrossa os pelos

Mito. A lâmina corta o pelo, mas ele não é extraído pela raiz. O pelo costuma ser mais fino na ponta e grosso na raiz, quando ele é cortado ao meio a parte que fica exposta é a raiz, por isso dá a impressão de que ele ficou mais grosso.

A lâmina deve ser guardada no banheiro

Mito. O ideal é deixar em um local arejado, já que a umidade do banheiro pode fazer com que a lâmina acumule bactérias e fungos e em consequência disso você pode ter uma alergia na próxima vez que se depilar. 

Quer saber mais sobre hidratação? Então confira a conversa da blogueira Juliana Goes com a dermatologista Irina Afonso e saiba tudo sobre hidratação da pele no verão:

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: depilação lâmina