Depilação com cera: mitos e verdades

Será que causa espinhas? O pelo para mesmo de crescer? Saiba aqui
depilação-cera

Foto - Shutterstock

As temperaturas já anunciam o verão. Para quem não teve tempo de ser livrar definitivamente dos pelos indesejados para curtir a chegada da estação, a alternativa é a boa e tradicional depilação com cera. Apesar de ser um dos métodos mais antigos de retirada dos pelos, o uso da cera ainda está rodeado de dúvidas, mitos e algumas importantes verdades.

Veja a seguir alguns mitos e verdades sobre a depilação com cera:

MITO: Depilar áreas sensíveis do rosto como sobrancelha e buço, pode causar flacidez

A flacidez é causada pelo enfraquecimento das fibras de colágeno e o uso da cera não tem reflexo tão aprofundado na pele. O processo de envelhecimento e conseqüente flacidez tem outras causas, como exposição excessiva ao sol, consumo de álcool e cigarro, radicais livres e um alimentação inadequada.

VERDADE: Deixa mais fragilizado e fino

Ao nascer, o pelo pode não ter força suficiente para romper a barreira da pele, principalmente se esta estiver desidatrada e áspera. Quando a depilação é feita com lâmina isso não acontece, já que os pelos não são arrancados e sim cortados, mantendo a espessura e a resistência. Diante disso, a chance de o crescimento ser interrompido pela pele é menor.

MITO: Pode romper vasos das pernas e causar varizes

Como a aplicação da cera é muito superficial, não atinge as veias e microvasos localizados em uma área mais aprofundada da pele. Com isso, os efeitos não são sentidos.

VERDADE: Depois de depilar as axilas, o desodorante deve ser evitado

A região deve ficar livre de desodorantes por 24 horas depois do procedimento. Caso contrário, pode haver irritação, ardência e vermelhidão da área. Sem contar que, em alguns casos, pode estimular, inclusive, o surgimento de manchas.

MITO: Há possibilidade de causar espinhas

Em geral, o que surge logo depois da depilação é a foliculite, ou seja, a inflamação do folículo. O problema é causado, principalmente, pelo entupimento do poro depois do procedimento, já que ele fica extremamente exposto.

Por isso, a área deve ser muito bem higienizada e alguns produtos como óleos e hidratantes devem ser evitados até 24 horas depois da depilação.

VERDADE: O processo pode causar manchas ou escurecer a pele

Se as orientações não forem bem executadas, a pele pode ficar manchada com a depilação. O ideal é evitar qualquer exposição solar pelo menos dois dias depois da depilação. Além de mais sensível, a pele perde parte de sua proteção natural durante a retida dos pelos. Em áreas do rosto, é fundamental abusar do protetor solar.


Para esclarecer todas as suas dúvidas sobre axilas - a área que é depilada com mais frequência entre nós, mulheres -  veja aqui dicas da dermatologista Irina Afonso a convite da Dove e do portal VilaMulher, para te ajudar a cuidar da região e te deixar pronta para os dias quentes:

Por Thamirys Teixeira

Comente