Curvilíneas ou saradas - qual o padrão de beleza de hoje?

Qual o padrão de beleza de hoje

Luiza Brunet e Gracyanne Barbosa, ícones de beleza do Carnaval! (Foto: Reprodução Agnews)

Das esguias curvas de Gisele Bündchen aos músculos quase masculinos de Gracyanne Barbosa, os corpos femininos sofreram incríveis mutações nos últimos anos. Graças aos ícones de beleza, advindos do mundo da moda e dos veículos de massa, como a televisão e revistas, por exemplo, as mulheres têm buscado cada vez mais maneiras de alcançarem tais silhuetas.

Enquanto dietas mirabolantes e inibidores de apetites ganharam fama e conquistaram a ala feminina no início dos anos 90, hoje, o que vemos é a adesão coletiva ao exagero. Horas infindáveis na academia, suplementos para crescer, enrijecer e definir a musculatura a fim de conquistar corpos à lá Panicat, com coxas grossas, bumbum durinho, seios silicionados e fartos, além de abdômen riscados e braços musculosos. O que, por conta do seu tamanho, muitas vezes passam a impressão de estarem um pouco acima do peso.

Mas será que os padrões de desejo masculino também mudaram ao longo desse período? O tipo de corpo feminino bastante popular no carnaval pode até agradar alguns homens, mas, em sua grande maioria, eles ainda preferem músculos femininos bem torneados e (muitas) curvas.

Não acha que os corpos mudaram tanto em tão pouco tempo? Dá só uma olhada na galeria e veja como os padrões estéticos de beleza que tanto nos influenciam seguem em uma 'transmutação' progressiva.

Por Paula Perdiz

Comente