Cuidados com a pele seca e extra seca

peleseca

Foto: Westend61/Corbis

Aquele aspecto esbranquiçado e quase descamando da pele seca ou extra seca é sinal de falta de água no organismo e de alguns cuidados. Em geral, a pele seca tem textura fina, poros invisíveis, pouca elasticidade e quando perde umidade corre o risco de rachar, descascar, ficar irritada, inflamar e até sangrar.

A pele seca é mais comum nas partes inferiores das pernas, nos braços, flancos (lados do abdômen) e coxas. Além de ser quase um problema exclusivo das baixas temperaturas, quando o ar frio externo e o ar aquecido interno provocam baixa umidade. Esse aquecimento central pode ressecar ainda mais a pele.

A pele seca também pode ser conhecida como ‘xeratose’ e não possui idade para surgir. Até mesmo crianças podem ter esse problema. No entanto, há casos que vão além das questões estéticas e requerem tratamento médico. Isso acontece quando a pessoa começa a sentir coceiras sem alguma ferida visível, apresentar cortes ou lesões que atrapalham inclusive o sono.

Segundo especialistas, a pele extra seca não é somente um problema dermatológico, mas também circulatório, e, por isso, deve-se investir no consumo de alimentos que estimulam a circulação sanguínea.

Recomenda-se consumir diariamente castanha da índia, hamamélis, centelha asiática ou sementes de uva, pois estes alimentos possuem propriedades que hidratam profundamente a pele e os cabelos. Eles podem ser consumidos em sua forma natural, como chá, suplementos vendidos em lojas de produtos naturais ou em farmácias de manipulação.

No mais, alguns cuidados básicos no dia a dia são suficientes para deixar a pele linda e com aquele aspecto saudável. Porque ninguém está livre dos fatores externos que só aumentam o ressecamento como sol, vento e poluição, mudanças bruscas de temperatura e falta de hidratação correta. Ambientes onde o ar seco predomina também são propícios para o ressecamento da pele, tanto quanto locais em que o ar-condicionado fica ligado direto.

Mudar seus hábitos de banho pode ajudar

• Tome banhos curtos;

• Use água morna (não quente);

• Experimente limpadores suaves ou sabonetes suaves;

• Seque a pele completamente, mas de maneira suave - passe a toalha, não esfregue;

• Tome banhos menos frequentes;

E aumente a umidade da pele e do corpo

• Usando óleos para banho e hidratantes pelo menos uma vez por dia;

• Hidratantes grossos e gordurosos funcionam melhor;

• Evite produtos com álcool;

• Aplique logo após o banho, quando a pele ainda estiver úmida;

• Use um umidificador se o ar estiver seco;

• Beba muita água durante todo o dia.


Por Natália Farah

Comente