Cosméticos são considerados investimento na qualidade de vida

Cosméticos são considerados investimento na qualid

Os cosméticos passaram de artigos de luxo para artigos básicos comprados como investimento na qualidade de vida para os brasileiros das classes C, D e E. A conclusão é de um estudo realizado pelo instituto Data Popular, e publicado no jornal "Folha de S. Paulo", com 5 mil pessoas no último trimestre de 2010.

O levantamento mostra ainda que as classes emergentes já são maioria no mercado de beleza. O motivo? Os preços dos cosméticos de qualidade estão mais acessíveis e as classes mais baixas conquistaram maior poder aquisitivo (de cada 100 brasileiros, 56 são da classe C).

A pesquisa traz outros dados bastante significativos. 80% das mulheres de classe C compraram esmalte no último mês e 81% consumiram perfume neste mesmo período. Os cremes faciais foram comprados por 60% das mulheres da classe C no último mês. Em 2003, esse número era de apenas 23%. E sabe por que tudo isso? Porque 33% dos entrevistados da classe C fazem questão de estar impecáveis sempre!

Por Larissa Alvarez

Comente