Contra a celulite!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Contra a celulite

Desde que a mulher se conhece por gente, a procura pelo ideal de beleza não cessa. E no verão então, a coisa só aumenta. Uma boa parte da mulherada se esforça ao máximo antes de chegar a estação do sol, só para poder desfilar por aí com biquínis lindos e corpos sarados. Mas e quando o problema são aqueles furinhos indesejados que teimam aparecer, mesmo com todo o cuidado?

A dermatologista Valéria Campos, coordenadora do departamento de laser da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), de São Paulo, afirma que a celulite é causada por inúmeros fatores, que vão desde a obesidade - determinante - até a alteração de equilíbrio nos hormônios - que as mulheres têm de sobra. Ou seja, se cuidar, tomar bastante água e fazer exercícios regulares podem não livrar você da celulite.

Outros fatores como estresse e má alimentação também facilitam o aparecimento dos furinhos. "Mulheres brancas são mais suscetíveis à celulite do que as da raça negra", completa o dermatologista Celso Pieralini, também membro da SBD.

É bom saber também que as magrinhas não estão longe desse pesadelo em formato de casca de laranja. "Uma mulher magra pode ter uma proporção maior de gordura e menor de musculatura, mantendo normal ou baixo o seu peso final. Esse excesso de gordura, associado à ação dos hormônios e alterações na microcirculação e nos vasos linfáticos acabará formando celulite", explica Valéria, especialista pela Harvard Medical School.

Ela afirma que alguns truques caseiros funcionam na redução desses furinhos inoportunos. Diminuir a ingestão de sal - reduzindo, assim, a retenção de líquidos no organismo; beber 2 litros de água por dia; usar meia calça - a compressão ajuda a evitar o acumulo de líquidos nas pernas; e fazer uma automassagem turbinada (veja abaixo) todos os dias são métodos práticos e fáceis de serem seguidos.

A celulite aparece quando ocorre um acúmulo de gordura, água e toxinas em certas regiões do corpo. Nas mulheres, é mais comum o aparecimento nos glúteos, coxas, abdômen e braços.

Celso explica que são quatro os graus da intensidade dos furinhos, tudo em um processo gradativo. Primeiramente, eles não aparecem. A pele continua lisinha e você acha que está tudo bem. Depois, eles decidem mostrar as caras e a pele começa a ficar deformada - a um ponto em que, se você aperta a região, pode causar dor. No quarto grau, a dor pode se tornar intensa mesmo sem pressionar a região e, nesse estágio, também pode ocorrer o aparecimento de nódulos. Não deixe de procurar um médico dermatologista para ajudar nesse tipo de caso.

A solução em cremes

A indústria de cosméticos sempre tenta dar um jeitinho de ajudar aquelas que não veem solução para os furinhos. Cremes anti-celulite que prometem acabar com o incômodo aspecto estão cada dia mais famosos e aperfeiçoados. A médica Valéria Campos indica o da marca ROC.

Um teste feito recentemente pela Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor), comparou as marcas Avon, L´Oreal, Nivea, O Boticário, Natura e Vichy. Segundo a pesquisa, o melhor é o Vichy Liposyne, que já saiu de linha, mas ainda é encontrado nas farmácias. O pior avaliado foi o da O Boticário, porque as mulheres com bastante celulite sofreram uma multiplicação dos buraquinhos. Ele é indicado para quem tem celulite no primeiro estágio. Um efeito colateral feliz foi percebido por quem usou o Renew Clinical Tri-Laser, da Avon, que eliminou dois centímetros das coxas das mulheres, enquanto a média de redução de medidas alcançadas pelos outros cremes foi da metade disso.

Diga adeus à celulite

Bermuda milagrosa?

Outra opção é a bermuda anti-celulite. O dermatologista Celso Pieralini afirma que ela é uma arma eficaz no combate à celulite.

Segundo ele, o tecido de biocerâmica (tecnologia da marca Invel) apresenta propriedades capazes de emitir a radiação infravermelha longa quando em contato com o corpo humano. Essa radiação provoca ressonância com moléculas de água e, consequentemente, ioniza e ativa as moléculas presentes na corrente sanguínea e nas células em geral, melhorando a circulação local.

"Além disso, a biocerâmica estimula mediadores químicos e hormônios que atuam no controle do edema, pH, radicais livres e na microcirculação, favorecendo condições necessárias para que haja aumento do metabolismo celular e, consequentemente na melhora da aparência local da celulite", garante o dermatologista, também diretor de qualidade do Centro Paulista de Pesquisa e Avaliação Dermatocosmética, em Santo André. "Um estudo clínico realizado mostrou que o uso dessa bermuda é eficaz na melhora da celulite com apenas um mês de uso do produto", diz o médico.

Massagem

Os movimentos devem ser feitos de forma rápida e profunda pelo menos uma vez por dia, com duração de 10 a 15 minutos cada seção.

Deslize as mãos com certa pressão, e com uma quantidade generosa de um creme anticelulite, em movimentos alternados. Sempre começando no joelho em direção à virilha. Nos casos de celulite mais grave, o mesmo procedimento deve ser feito na metade inferior da perna. Cada região deve ser massageada por no mínimo 3 minutos;

Pince e aperte delicadamente a gordura localizada com as pontas dos dedos;

Friccione as mãos com vigor e pressão, do joelho para o culote, ativando a circulação e a pressão sanguínea;

Passe as mãos com firmeza sobre o abdômen, massageando a região em movimentos circulares, no sentido horário;


Desloque as mãos de trás para frente na cintura, com vigor e um pouco de força, mas sem agredir (a pele não precisa ficar vermelha para fazer efeito);

Fonte: Valéria Campos

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente