Como preservar hábitos de beleza sem prejudicar a saúde

Como preservar hábitos de beleza sem prejudicar a

Manter os cabelos tingidos, as unhas sempre bem feitas e a pele lisinha já faz parte da rotina de muitas mulheres que vivem em salões de beleza toda semana. Em muitos casos, o uso em excesso de produtos para tingir os fios, pintar as unhas ou o rosto prejudica, e muito, a sua pele e as madeixas. Algumas medidas previnem esses efeitos. Veja só:

Unhas toda semana - com a mania dos esmaltes em alta, muita gente não abre mão de deixar as unhas sempre em dia. Certo mesmo seria não pintá-las toda semana, ou pelo menos dar intervalos maiores e hidratá-las. Se você não consegue ficar com as unhas sem nada, pelo menos tire o esmalte dois dias antes de ir ao salão. O uso contínuo não só dos esmaltes, mas também de acetonas e removedores, deixa as unhas fracas, ou seja, mais quebradiças e finas, que acabam dobrando facilmente. Se isso acontecer recorra a hidratação com cremes à base de uréia.

Chapinha todo dia - quem não adotou o alisamento definitivo e não vive sem a chapinha deve tomar alguns cuidados. Cabeleireiros afirmam que ela não traz danos aos fios, desde que sempre você use antes produtos termoativados ou protetores térmicos. "Eles são ideais para quem costuma fazer chapinha ou escova em casa, porque não dá para fazer da maneira correta, na velocidade e distância que o profissional consegue", explica o cabeleireiro Marcos Coraza. A temperatura também influencia - o correto é 190 °C. Para que as madeixas não fiquem ressecadas ou quebradiças, a dica é usar hidratantes à base de óleo, para repor a água perdida.

Maquiagem sempre - ela é liberada sim, mas desde que você tenha o cuidado de todos os dias manter o seu rosto hidratado e tirar os resíduos dos produtos com um bom demaquilante. Hoje em dia, a boa pedida é usar a maquiagem mineral. "Ela é composta de minerais ultrafinos, pulverizados e esterilizados, tornando-a uma maquiagem com mais aderência e fixação. Também não tem pigmento artificial. O efeito é uma pele natural e acetinada, além de todos os benefícios dos minerais à pele", afirma Raissa Tange, gerente de produto da marca Revlon.

Tingir os cabelos toda hora - a tintura não é tão agressiva quanto o descolorante. "Podemos dizer que atualmente os produtos têm mais ‘respeito’ pelo fio, pois contém hidrantes", afirma Francisco Oliveira, hairstylist do Espaço Beleza Adf. Mesmo assim é importante manter intervalos de pelo menos 40 dias, para os cabelos naturais, e 20 dias, quando se trata de fios brancos, entre as aplicações. No caso da descoloração, Oliveira explica que se no processo as cutículas não forem fechadas, os fios estarão mais suscetíveis às agressões, portanto, os cabelos ficarão opacos, sem vida e quebradiços. Um bom recurso é usar o tonalizante. "Ele tem justamente a função de fechar as cutículas. Aplicamos o produto no final do procedimento não apenas para suavizar a cor, mas também para proteger os fios e dar brilho", diz Oliveira.


Para quem abusou na coloração, o hairstylist indica fazer hidratações no salão, também chamadas de reconstrução capilar - um método que penetra o produto no fio. Se o mesmo processo for feito com alguma chapinha, ele recebe o nome de cauterização. O instrumento quente vai ter a função de selar o 'hidratante' nos fios formando um filme protetor.

Por Juliana Lopes

Comente