Check-up dermatológico: cuidados antes do verão

Checkup dermatológico cuidados antes do verão

Com o verão chegando, a mulherada quer iniciar o "projeto verão" para garantir um bronzeado perfeito durante os dias de calor. Mas, a preocupação com o número de incidências de câncer de pele tem deixado todo mundo mais alerta, até mesmo as pessoas que não abrem mão da sua prainha aos finais de semana. Por isso, o mais indicado é fazer um check-up dermatológico antes de começar a temporada para certificar que está tudo certo.

De acordo com o doutor Rafael Ayoub, coordenador médico do Check-up CDB - Centro de Diagnósticos Brasil, em São Paulo, a importância dessa avaliação prévia é orientar os pacientes de maneira adequada e personalizada para que não venham a desenvolver doenças de pele no futuro. "Além disso, quando a doença é detectada em estágio inicial, maior é a chance de cura", avalia o médico.

Para quem não conhece, o check-up dermatológico faz uma avaliação minuciosa não apenas da pele, mas também de pelos e unhas. "Além de procurar lesões, diagnosticamos alterações e patologias em todo o tecido cutâneo. Existe alta incidência de câncer entre as doenças típicas da pele e é muito preocupante o fato de essas ocorrências estarem aumentando no Brasil, independentemente de sexo ou idade".

Segundo dados do INCA - Instituto Nacional do Câncer, uma entre cada quatro ocorrências de câncer está relacionada ao câncer de pele. Assustador, não? Pois é, os números são alarmantes. Em média, são diagnosticados mais de 100 mil novos casos de câncer de pele não-melanoma todo ano e quase seis mil casos de melanoma.

Para quem não entendeu os termos acima, o médico explica: "existem três tipos de câncer de pele . O carcinoma basocelular é um dos menos graves e o mais frequente, representando 70% dos casos. O carcinoma espinocelular é o segundo tipo mais frequente. Por fim, o melanoma. Esse tipo de câncer de pele representa apenas 4% dos casos, mas em compensação é bastante agressivo, tem alto potencial de metástases e é responsável por 75% das mortes pela doença".


Ayub ainda ressalta a importância das avaliações dermatológicas periódicas, pois elas são um importante instrumento na detecção precoce do câncer de pele e sua prevenção. "Paralelamente, orientamos os pacientes a fazer um autoexame com regularidade e a usar fotoprotetores adequados para o seu tipo de pele", finaliza.

Por Paula Perdiz

Comente