Celulite: como escolher o tratamento certo

celulite tratamento

Se você perguntar a uma mulher: Que defeitinho mais a incomoda? Sem dúvida, a maioria delas vai responder: a celulite! Todas querem coxas e bumbum sem aqueles furinhos indesejáveis. Não é à toa que o mercado está repleto de tratamentos - alguns deles prejudiciais à saúde. Nestes casos é fundamental procurar apenas profissionais capacitados.

A Carboxterapia (injeção de gás carbônico), por exemplo, é considerada invasiva. “Esse tratamento, apesar de eficaz e diminuir cerca de 60% do problema, usa agulhas e só deveria ser aplicado por médicos, dermatologistas ou cirurgiões plásticos”, afirma a fisioterapeuta Daniela Sentelhas, especializada em estética pelo Instituto Payot.

O mau uso desses produtos, dependendo do principio ativo, pode causar necrose de tecido - o que não deixa de ser uma agressão ao corpo. Diante dessa questão, outros tratamentos estão na lista dos especialistas, tais como: drenagem linfática (ajuda no processo circulatório), massagem modeladora (diminui medidas por meio de movimentos mais bruscos), mesoterapia (ajudam a queimar gordura por meio de choque) e o ultra-som (dilui nódulos de celulite mais avançados).

Há também cremes anticelulite. Aí o resultado é mais demorado. Vantagens? São mais baratos e menos dolorosos. Todos eles devem ser aplicados e massageados, para garantir a absorção completa. Os que realmente funcionam são à base de cafeína, cavalinha, centella asiática e L- Carnitina.

Fonte - MBPress

Comente