Carboxterapia - você sabe como funciona?

Entenda como funciona o método que promete combater a celulite
carboxterapia-como-funciona

Foto - Reprodução/aestheticsandbeauty

Há quase 10 anos, a carboxterapia ronda as clínicas estéticas por um simples motivo: ela é mais uma das alternativas para acabar com a vilã número 1 das mulheres: a celulite. O procedimento é bem simples e quem já testou sabe que, apesar de eficiente, ele é bastante doloroso. 

Isso porque a carboxiterapia é feita com aplicações de injeções de CO2 diretamente na hipoderme, terceira camada da pele, onde está localizada a celulite. O CO2 tem a função de nutrir e oxigenar as células. Dessa maneira as células mais saudáveis não acumulam tantas toxinas, diminuindo e evitando o aparecimento dos terríveis furinhos.


Além de combater a celulite, a carboxiterapia também age na fragmentação do tecido adiposo, ajudando o organismo a queimar mais gordura, fazendo o corpo utilizá-la como combustível.

A princípio, o tratamento é feito em clínicas de estética, mas especialistas indicam que seja feito por um médico. Até agora não foram encontrados problemas colaterais, mas o tratamento não é indicado para gestantes e portadores de marca-passo. E claro, uma única sessão não mostra resultados eficazes, por isso é recomendado pelo menos 10 para conseguir uma pele lisinha.

Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: carboxiterapia celulite