Adeus "papada": conheça a lipoaspiração facial

papadapescoço

Foto - Shutterstock

As gordurinhas indesejáveis que se acumulam com o tempo no rosto agora têm um tratamento específico para que sejam exterminadas: a lipoaspiração facial.

A evolução da medicina juntamente com as novas tecnologias disponíveis no mercado tornou possível a realização de procedimentos estéticos menos dolorosos e mais rápidos e eficazes em partes do corpo super delicadas, como, por exemplo, a face.

"O objetivo desse procedimento estético é alterar a distribuição da gordura na face e corrigir o contorno do rosto. Para isso, são feitas pequenas lipoaspirações das áreas com maior concentração de gordura. Logo após, é feita uma redistribuição dessa gordura nas depressões do rosto, da mesma forma que é feita em uma lipoescultura", explica resumidamente o processo o Dr. Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba - PR.

O processo é feito por meio de cânulas muito pequenas que alcançam locais distantes, garantindo que a lipoaspiração facial deixe cicatrizes praticamente imperceptíveis e não traga maiores riscos para a saúde.

O procedimento normalmente é realizado por pacientes na faixa dos 45 anos, já que pode resultar em uma aparência de até dez anos mais jovem. O resultado ainda pode ser melhorado com a associação de outros procedimentos, como o lifting cérvico-facial, que corrige a flacidez.

"Porém, mesmo com o procedimento sendo rápido, o pós-operatório requer bastante atenção. O paciente deve ficar em repouso e passar por uma drenagem. Além disso, é preciso manter um curativo durante 24 horas no local da incisão", diz o médico.

Outros cuidados que devem ser tomados são o uso da faixa elástica cirúrgica nas primeiras semanas e a elevação do queixo durante o dia. Ambas colaboram para a aderência da pele à musculatura e para a diminuição do inchaço, que costuma desaparecer dentro de quatro semanas.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: pele rosto lipoaspiração papada lifting