3 tratamentos não invasivos para te deixar mais bonita

Beleza em dia  4 tratamentos não invasivos para te

Para manter o corpo em forma exercícios e uma alimentação balanceada são primordiais. No entanto, mesmo com esses cuidados driblar a ação do tempo não é tarefa das mais simples. Ainda bem que hoje em dia podemos contar com a tecnologia para dar aquele ‘up’ no visual. Afinal, atualmente são muitos os tratamentos estéticos que prometem resultados cada vez mais eficientes.

Tudo bem que ficar com o corpo perfeito tem lá os seus sacrifícios, mas, agora já é possível eliminar a flacidez, celulites e até mesmo as gordurinhas localizadas por meio de técnicas não invasivas. Ou seja, você não precisa encarar o bisturi para ficar com o corpo que sempre desejou. Segundo a dermatologista Thais Pepe, os aparelhos de última geração permitem um controle maior sobre o resultado dos tratamentos faciais e corporais, pois atuam de forma mais precisa, o que proporciona resultados naturais.

Quer aproveitar a temporada de baixas temperaturas para cuidar da pele e fazer bonito no próximo verão? A dermatologista dá algumas dicas e aponta qual o melhor tratamento para cada problema.

Revitacell - sem rejeição e com resultado de longa duração, esse preenchimento facial estimula a produção de colágeno por meio de células tronco para atuar contra a flacidez e rugas. "Trata-se de uma terapia celular que utiliza os fibroblastos da própria paciente, células retiradas da derme responsáveis pela produção de colágeno e elastina, para prolongar a juventude da pele", explica Thais. "Para pacientes mais jovens e em casos de preenchimento mais sutil, Thais recomenda uma hidratação injetável Restylane Vital, um procedimento para melhorar a textura da pele e rugas finas", indica.

Apollo - A técnica que usa a corrente de Rádio Frequência Tripolar para melhorar a flacidez, é responsável por diminuir as células de gordura do corpo, reduzir medidas e, de quebra, melhorar a celulite e o aspecto casca de laranja da pele. Com efeito é quase imediato, logo após a primeira sessão já é possível notar alguns sinais de melhora.


Coolsculpting - Para quem precisa reduzir medidas e não quer ‘entrar na faca’, o tratamento é o mais indicado, pois elimina as gorduras extras de forma não invasiva, já que o processo é feito por meio do congelamento das células lipídicas. Para as apressadinhas, o procedimento leva de seis a oito semanas para começar a mostrar os resultados.

Por Paula Perdiz

Comente