10 dúvidas sobre proteção da pele

Perguntas comuns sobre o uso do filtro solar na pele
dúvidas proteção pele

foto reprodução: We Heart

Apesar de o sol forte já ser característico no verão brasileiro, algumas consequências negativas como manchas, vermelhidão, envelhecimento precoce e até mesmo câncer de pele podem ser evitadas com alguns cuidados corretos com a pele. De acordo com Luis Julian, coordenador de serviços técnicos de Care Chemicals da BASF para América do Sul, grande parte das pessoas aplica menos protetor solar do que o recomendado, o que pode diminuir a eficácia do produto.

Abaixo, uma lista de dez dúvidas sobre proteção da pele podem tornar seu final de verão mais saudável e divertido:


1. É preciso usar protetor solar em dias mais nublados?

Sim. Mesmo em dias nublados, é importante que a atenção com a proteção solar seja igual a dos dias ensolarados, assim como os fatores dos protetores. Cerca de 80% da radiação ultravioleta atravessa as nuvens, portanto as nuvens não protegem contra os danos da exposição ao sol.

2. Qual a quantidade de protetor solar ideal?

Sem saber, grande parte das pessoas aplica menos protetor do que o recomendado, o que pode diminuir a proteção do produto. Um filtro solar com FPS 30, se aplicado em quantidades muito baixas, pode, por exemplo, reduzir a proteção à equivalente à de um protetor com FPS 15. O ideal é cobrir completamente a superfície da pele. Há uma convenção de que no rosto deve-se aplicar uma colher de café cheia, e no corpo uma xícara de café ou seis colheres de chá de protetor solar, considerando uma pessoa com cerca de 1,70m de altura.

3. As versões em gel e spray protegem como os cremes?

Sim. Independentemente da embalagem ou forma de aplicação, os protetores são submetidos a testes para comprovar sua propriedade de filtrar as radiações UVA e UVB. Portanto, devem oferecer a mesma proteção desde que aplicados corretamente. A escolha do produto deve ser feita pelo usuário, que deve levar em conta fatores como FPS, praticidade e preço, por exemplo. 

4. Preciso utilizar protetor solar após as 16h?

Sim. Apesar da incidência dos raios UVB serem mais fortes durante o período mais quente do dia (entre 10h e 16h), os raios UVA – que causam o câncer de pele - são quase constantes durante o dia todo. Por isso, é importante usar o protetor em qualquer horário em que se esteja exposto ao sol.

5. Se eu já estiver com a pele queimada, preciso usar um filtro com maior fator de proteção?

Se a pele já esta queimada, ela não deve ser exposta ao sol porque o dano pode ser intensificado muito facilmente por qualquer exposição adicional. De qualquer maneira, se a pessoa pretende sair de casa, é importante manter o uso do protetor para minimizar qualquer dose de radiação que chegue à pele.

6. Na hora de escolher um protetor, o que é importante levar em conta, além da cor da pele? 

Além da cor, outro fator importante na hora de escolher o protetor solar é o tipo de pele. Os protetores – principalmente os de rosto – são produzidos para cada tipo específico de pele (como seca ou oleosa).

Além disso, ao escolher o FPS do protetor, é importante saber que quanto maior o FPS, por mais tempo a pele estará protegida. Para a exposição prolongada ao sol, é importante optar por FPS mais altos.

7. Qual o protetor solar ideal para os homens?

Muitos homens, por não estarem acostumados com o uso de cosméticos, consideram o uso do protetor solar algo desagradável. Por isso, muitos optam pelo uso do spray, que é mais prático de usar e garante uma secagem mais rápida. Mas não existe nenhum ingrediente específico que direcione uma formulação para uso masculino ou feminino, ou seja, tanto homem ou mulher podem usar qualquer formulação.

8. Qual tipo de produto é mais recomendado para crianças? Spray, creme, gel...

As diferentes formas de aplicação (spray, creme ou gel) devem garantir a mesma proteção à pele – de acordo com a indicação do rótulo do produto. Para as crianças, os sprays têm sido bastante procurados por serem mais práticos de passar. Muitas marcas desenvolvem produtos “divertidos” com cores e cheiros diferentes, o que pode ser mais atrativo. Mas independentemente da embalagem do protetor, o mais recomendado para os pequenos é o uso de protetores com resistência à água e com FPS’s altos. A pele infantil é bem sensível e deve ser muito cuidada, com protetores acima de 30. Sempre que usar protetor solar em Spray, é melhor fazer a aplicação em um local sem vento, e depois de aplicar deve-se espalhar com as mãos para que se tenha um filme homogêneo sobre a pele. Bebês com menos de 6 meses somente devem ser expostas a pequenas doses de radiação solar como indicado por pediatras, e só devem usar proteção solar com o conhecimento do médico.

9. Protetores solares com cor são mais eficazes?

Os protetores solares com cor têm o mesmo desempenho que os demais protetores. Eles têm sido mais procurados porque as pessoas se sentem mais confortáveis usando uma formulação com coloração mais próxima de seu tom de pele. Dependendo da quantidade de pigmento usado na formulação, ela pode conferir um tom de bronzeado temporário à pele sem a necessidade de se expor ao sol.

10. Qual a diferença entre o protetor e o bronzeador?

Protetor solar tema função de evitar que a pele sofra os danos que podem ser causados pela radiação solar, como queimaduras e envelhecimento precoce e também reduzir o risco de câncer de pele. O bronzeamento é um mecanismo natural da pele que tenta deixar a pele mais pigmentada para evitar que a radiação penetre mais na pele e, para que o bronzeamento ocorra, o corpo precisa perceber que está sofrendo exposição excessiva ao sol, ou seja, se estivermos nos protegendo adequadamente com um bom protetor solar e evitando exposição excessiva, a pele não se bronzeia. 

Portanto, o bronzeador é um produto que não oferece muita proteção à pele. Para aumentar o tom do bronzeado, este tipo de produto pode conter pigmentos ou caroteno, que são materiais capazes de tingir um pouco a pele.

Quer saber mais sobre cuidados com a pele? A blogueira Juliana Goes conversou com a dermatologista Irina Afonso para te explicar mais sobre a hidratação da pele no verão. Você não pode perder:

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: protetor solar cuidados com a pele verão