Artesanato, sustentabilidade e geração de renda

Artesanato sustentabilidade e geração de renda

Foto: reprodução/ Rede Asta

Unir artesanato, sustentabilidade e geração de renda, principalmente para mulheres. Esse é o objetivo apontado em diversas redes do chamado negócio social. Funciona assim: os artesãos ou grupos de artesãos comercializam seus produtos por venda direta via catálogos, por e-commerce ou por meio de empresas que querem reaproveitar resíduos transformando-os em brindes.

O negócio social está presente em diversos países e ainda levanta uma questão polêmica sobre a geração de lucro em cima de comunidades carentes. Mas, se o lucro é de ambas as partes, defendem alguns economistas, que mal há em ampliar e divulgar essas organizações?

Pois bem, aqui no Brasil, a conhecida nesse setor é a rede Asta, que conta com mais de 700 artesãos cadastrados. Por meio de parcerias, os envolvidos recebem noções de planejamento e finanças e encontram espaço para promover os seus produtos.


Os produtos expostos pela rede são reaproveitamentos de garrafas pet, latinhas, retalhos, uso de sementes, entre outros. Veja só essas ideias :

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: artesanato renda asta sustentabilidade mulheres