Gato Preto traz novos produtos para acabamento de produtos artesanais

Peças com efeito craquelado

Foto: Juliana Falcão

Com tanta gente apostando no artesanato como forma de aumentar a renda e aproveitar esse nicho de mercado que cresce a cada dia, sem dúvida sai na frente os profissionais mais detalhistas. Assim, um objeto com acabamento bem feitinho ganha pontos do consumidor que deseja adquirir um produto para decorar a casa.

E pensando nisso, a empresa Gato Preto levou duas novidades para a Mega Artesanal, que acontece no Espaço Imigrantes, em São Paulo, até domingo (1º de julho): a tinta PVA cintilante e a manta acrílica.

A tinta PVA cintilante tem mais de vinte cores e traz em seu conteúdo um glitter que deixa um brilho todo especial nas peças onde é aplicada. "Você pode passar no gesso, na madeira, na cerâmica, porcelana e até em vidro", explica Maria Luiza, artesã e divulgadora da marca Gato Preto.

O produto também tem sido bastante procurado por quem faz scrapbook. "A tinta é aplicada no papel para dar brilho ou um toque sombreado", comenta Maria Luiza.

Outra novidade que chamou a atenção dos lojistas foi o Lacca Paper, um produto hipermeabilizante, transparente e resistente capaz de transformar papel em tecido. Basta pegar um guardanapo de papel decorado, retirar a película protetora e passar o produto nos dois lados. Em cerca de 30 minutos o papel seca e vira tecido super resistente que pode revestir caixas de MDF. A manta pode ser aplicada até em folha de caderno, para deixá-la mais resistente.


O verniz hidrovitral, lançado no ano passado, também fez sucesso entre os profissionais da área nesta edição. Ele vem em 12 cores e pode ser usado em MDF, vidro, cortiça e gesso. Também é usado para fazer a técnica do falso mosaico. "Neste caso você passa primeiro uma base cristal e depois pinga com o palito algumas gotas de verniz e deixa secar por uns dois dias", explica José Luiz Ferreira da Mota, integrante da equipe de apoio da Gato Preto.

José Luiz ressalta que é importante deixar o verniz secar naturalmente. Por isso, evite o uso de secador. "O produto tem brilho e o calor do secador pode provocar rachaduras".

Juliana Falcão (MBPress)

Comente