Crochê, sementes e brilho em acessórios

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Crochê sementes e brilho em acessórios

Foto: Divulgação

Os acessórios do mundo da moda geralmente são utilizados para finalizar, integrar ou completar um look. De colares, braceletes e tiaras, a brincos, anéis e headbands, escolha não vai faltar. Mas dessa vez o ponto de vista é outro, vamos falar sobre os acessórios de Carol Paz, a alagoana que vem fazendo sucesso no Brasil e nas passarelas do mundo inteiro. Suas peças possuem uma presença tão forte, que na verdade o look é que complementa e acompanha suas criações, e não o contrário como falamos no começo.

Agora com 32 anos, Carol conta que começou a fazer acessórios para ela mesma porque não encontrava nada em Maceió que fosse de seu agrado: "E assim fui pegando gosto pela coisa, a ponto de minhas criações chamarem atenção de amigas e familiares". Mas até então ela considerava suas montagens apenas um hobby, sem fins lucrativos. "E foi visitando minha irmã, na Flórida (EUA), que decidi apostar no meu ‘novo trabalho’ e participei de uma feira de negócios por lá, daí em diante não parei", narra Carol.

"Quando percebi, já estava completamente apaixonada pelos acessórios e não tinha mais como voltar atrás, eles já faziam parte de mim".

Nas recentes passarelas que desfilou seus acessórios podemos citar: a semana de moda em Maceió, o Alagoas Trend House e o Miami Mercedes-Benz Fashion Week, junto de grandes marcas como Poko Pano, da estilista Paola Robba, e Fernando Pires, designer de sapatos femininos, mais conhecido como ‘Arquiteto dos pés’. "Não podia estar mais feliz com a repercussão do meu trabalho que me motiva a aprender cada vez mais e a fazer melhor", afirma a inventora das peças maravilhosas.

Sobre os materiais que utiliza, Carol revela: "Meu trabalho autoral é, sem dúvidas, as peças em crochê, que é o material básico para várias peças e estou cada vez mais apaixonada por esse trabalho", mas não se limita apenas a essa composição: "Gosto muito de misturar materiais: crochê, turquesa, cristais Swarovski, metais, madrepérola, sementes, correntes e strass também".

A paixão da brasileira é carimbada em cada peça. De onde vem tanta inspiração? A maceioense, que nunca se considera satisfeita, declara: "Logo que termino um trabalho, penso em desenvolver algo ainda melhor e mais diferente. Acredito que toda e qualquer criação depende muito do nosso estado de humor, da harmonia do nosso coração e da nossa sintonia com o mundo. E é assim que crio, mas minha maior inspiração são as pessoas mesmo. O que elas gostam e sentem. Tem coisa mais inspiradora que viajar e conhecer pessoas e lugares diferentes? É isso que me faz criar!"

Mas além da competência podemos destacar outro fator importantíssimo, o amor pelo seu trabalho e é com essa frase da designer que reconhecemos a razão de seu sucesso: "Faço tudo isso por que amo e não trocaria meu trabalho por nenhum outro".

Formada em Turismo, Carol precisou se especializar e fez MBA em Moda na Faculdade Boa Viagem, em Recife. "Foi o ‘divisor de águas’ da minha carreira. Hoje descobri mil possibilidades de trabalhar e vejo a moda com outros olhos". Como prefere dizer: "Hoje eu já sei ‘fazer’ moda". Porém, o trabalho reconhecido também traz algumas dificuldades. Os desfiles e o sucesso fizeram com que a dedicação aos acessórios triplicasse, tornando-a assim um pouco ausente da vida que leva na cidade pequena. "Nesses últimos dois anos andei um tanto ausente pelos investimentos na minha marca e estudo em novas técnicas, mas ultimamente decidi que pelo menos um dia na semana vou tirar para não fazer nada ligado ao trabalho", conta rindo.

Para a próxima coleção a designer conta alguns detalhes que podemos esperar (ansiosas!):


"Estamos montando a nova coleção para uma das datas mais festivas do ano, o Réveillon. Com muito brilho e glamour para as mulheres se sentirem mais bonitas e felizes". E assim, sempre buscando novas inspirações nos sentimentos, nas pessoas e nos lugares, a brasileira continua seu trabalho encantando as vitrines de Maceió e as passarelas do mundo.

Por Alessandra Vespa (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: artesanato crochê